Foto: Divulgação

Covid-19: Vacina Sputnik V, da Rússia, apresenta 91,4% de eficácia

A análise foi feita em mais de 20 mil pessoas.

A vacina Sputnik V, desenvolvida pela Rússia contra a Covid-19, protegeu todos os participantes vacinados de casos graves da doença, segundo informações divulgadas por cientistas do Instituto Gamaleva, nesta segunda-feira (14). Os dados ainda não foram publicados em revista científica.

A eficácia geral da Sputnik V ficou em 91,4% e nenhum efeito adverso foi identificado nos testes realizados. Na prática, a porcentagem de eficácia significa quantas pessoas vacinadas ficam protegidas da doença, ou seja, a cada 100 pessoas vacinadas, 91 ficam imunes.

A Rússia ainda informou que mais de 200 mil pessoas já foram vacinadas com a Sputnik V, dentro e fora de ensaios clínicos. No último relatoria divulgado, no dia 4, o número estava em 100 mil.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Burnout materno: quando as mães estão esgotadas

Fazendo um paralelo, nos Estados Unidos já se usa o termo Mommy Burnout, em português “esgotamento materno”, para se referir ao mesmo quadro de sintomas sentido pelas mães que vivenciam uma intensa rotina materna e doméstica.