Covid-19: Mais 2.480 testes rápidos serão distribuídos em pontos de atendimento específicos do município

Kits chegaram na última segunda-feira na Central de Epidemiologia

Petrópolis recebeu mais 2.480 kits de testes rápidos esta semana. O material vai ajudar a Secretaria de Saúde na testagem de pacientes com suspeita de contaminação pelo Coronavírus e mostrar um panorama mais real a respeito dos índices de contaminação da doença na cidade. Os testes, enviados pelo Estado, são direcionados aos profissionais de saúde e segurança que estejam em atividade, seus familiares, em caso de suspeita de contaminação, e pessoas acima de 60 anos. Para este segmento, os exames vêm sendo feitos no Centro de Saúde após o encaminhamento por parte da Saúde do Trabalhador. O restante da população vem sendo testada com os kits adquiridos pela prefeitura, em caso de sintomas compatíveis com a doença nos pontos de apoio do Centro e Itaipava.

Segundo o prefeito Bernardo Rossi, a nova remessa de testes enviada pelo Estado vai colaborar com o mapeamento da disseminação da doença na cidade. “Vamos ter ainda mais controle a respeito do Coronavírus em Petrópolis. Além disso, já compramos mais 2 mil testes, ampliando para 6 mil kits adquiridos pela prefeitura, justamente para testar a todos os pacientes que tenham os sintomas há, pelo menos, uma semana. Nos próximos dias vamos perceber um ligeiro crescimento nas taxas de incidência da doença devido ao aumento de testes realizados, mas, em contrapartida, conseguir mais informações sobre a quantidade de pessoas contaminadas. Aos poucos temos garantido a saúde de todos, mas continuamos deixando bem claro que dependemos de todos para que nossos planos de flexibilização permaneçam”, explicou o prefeito.

Até o momento, Petrópolis se mantém abaixo do índice de segurança sugerido pelo Estado, de 80%, relativo à quantidade de leitos de UTI já ocupados nas unidades de saúde do município. De acordo com a última atualização, realizada pela Secretaria de Saúde na tarde desta quinta-feira (28/05), a cidade tem uma ocupação de 40% de leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e 45.4% relativos aos leitos clínicos, ambos da Rede SUS.

“Estamos bem abaixo da margem de segurança na cidade. Com a abertura dos 25 leitos de UTI na UPA Vermelha e os 18 leitos que devem ser entregues ainda no mês de junho no Hospital Nossa Senhora de Aparecida vamos cair ainda mais esse percentual. A cidade tomou as primeiras medidas muito cedo e antes até de muitas cidades europeias, o que vem nos garantindo mais tranquilidade em relação às internações pela COVID-19”, afirmou a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

A prefeitura informou, ainda, que mantém a atenção na taxa de incidência da doença na cidade, atualmente em 171 contaminados para cada 100 mil habitantes e que, caso haja crescimento demasiado das curvas de contaminação, vai precisar rever todos os planos de flexibilização nos setores do município. O Estado ainda deve liberar mais remessas dos testes rápidos para a cidade, mas não fez previsões sobre data e quantidades.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também