Foto: Walterson Rosa/Ministério da Saúde

Covid-19: gestantes, puérperas e lactantes sem comorbidade começam a ser vacinadas hoje

O cadastramento deve ser feito no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A prefeitura inicia hoje (22) a vacinação contra a covid-19 em gestantes, puérperas e lactantes (que estejam amamentando a até 12 meses) maiores de 18 anos sem comorbidades. Com a ampliação, todas as mulheres que fazem parte deste grupo – com e sem comorbidades – precisam se cadastrar junto à Secretaria de Saúde para receber o imunizante. A vacinação deste público continua sendo feita nos pontos da UCP – campus Benjamin Constant, no Centro – e no Parque Municipal, em Itaipava, onde já estava concentrado o atendimento às gestantes e puérperas com comorbidade. Importante frisar que este público, a partir de agora, também deve se cadastrar. O cadastramento deve ser feito no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).


“Estamos dando mais um passo hoje na vacinação passando a atender também estas mulheres que, assim como outros grupos, estavam ansiosas para receber o imunizante. Uma vez que se trata de um grupo diferenciado que deve receber especificamente as vacinas da Pfizer ou CoronaVac, a Secretaria de Saúde concentrará o atendimento delas em dois pontos, que terão os imunizantes para este grupo. Seguiremos avançando, sempre com planejamento, responsabilidade, e cobrando a chegada de mais doses para que pessoas de outras faixas etárias sejam vacinadas”, destaca o prefeito Hingo Hammes.


Assim como no caso das gestantes e puérperas com comorbidade, no momento da vacinação é necessária a apresentação de laudo médico apontando que a mesma está apta a receber a vacina contra a covid-19. No caso das lactantes que estejam amamentando bebês com até 12 meses, é necessária a apresentação de laudo ou declaração que comprove que a mãe ainda está amamentando.

“Todo o planejamento vem sendo feito para que possamos acelerar a vacinação de forma organizada, seguindo as orientações do Ministério da Saúde e ampliando os grupos a serem vacinados de acordo com a chegada de novos lotes de vacinas. A vacinação de gestantes, puérperas e lactantes sem comorbidade representa mais um avanço neste sentido. É importante que todas se cadastrem, e no dia da vacinação apresentem a documentação”, explica o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.