Ilustrativa / Reprodução da internet

COVID-19: como não procrastinar no home office na quarentena

Em tempos de crise, como os que temos passado por conta da pandemia do coronavírus, torna-se primordial organizar finanças pessoais.

Os que têm a possibilidade de trabalhar de casa ou estão fazendo jobs por encomenda (ou seja, atuando como freelancers) devem, no presente momento, fazer o possível para acumular dinheiro.

Por quê? Simples: como ainda não sabemos quais serão as medidas adotadas para manter a economia do país em dia, pode ser que a demanda de jobs se torne mais escassa, que os empregadores precisem fazer alguns cortes ou que os salários, mesmo dos trabalhadores fixos, diminuam temporariamente.

Como estamos diante de uma situação atípica, que exige certas mudanças de mentalidade e comportamento, torna-se necessário buscar maneiras de produzir mais.

Em casa, especialmente para quem não tem o costume de trabalhar em regime home office, permanecer focado pode ser difícil: há uma cama por perto, além de uma bela vista da janela. O videogame, que fica na sala de estar, parece que está sempre chamando. E por aí vai.

Adiantamos: é preciso que haja força de vontade para dizer não à procrastinação. Não apenas porque isso atrapalha a vida profissional e os resultados, mas porque ela pode trazer sensações de melancolia, infortúnio e tédio. A junção dessas coisas, em tempos de isolamento social, pode ser bastante perigosa para a saúde mental.

Isto dito, listaremos algumas medidas que podem ser adotadas por quem está em busca de mais foco, resultados e possibilidades de crescimento profissional durante a quarentena, quando é preciso trabalhar de casa. Confira!

 

Como não procrastinar no home office: dicas para produzir mais

Como já comentamos, as coisas que estão ao seu redor podem fazer com que seja difícil manter a concentração. Por conta disso, é indicado que você prepare um espaço na sua casa para trabalhar.

Fuja do seu quarto. Mesmo. Trabalhar no mesmo local em que você dorme faz com que você tenha a impressão de que não está trabalhando – e, em algumas situações, faz com que você não durma à noite, já que é como se ainda estivesse no seu local de serviço.

Se não é possível reservar um cômodo para ser o seu escritório, vá para algum lugar silencioso, como a mesa da cozinha, e feche a porta.

Evite ficar na sala de estar, especialmente se você mora com mais pessoas: o barulho da televisão, as conversas paralelas e a movimentação constante de indivíduos farão com que seja difícil prestar atenção no trabalho a ser concluído.

Outras dicas incluem:

 

Arrume-se para trabalhar

Como é a rotina de um trabalhador? Em geral, as pessoas acordam, tomam café da manhã, tomam um banho e saem. Você pode repetir os primeiros passos dessa receita de sucesso.

Quando você acorda e se prepara para o trabalho, está dizendo ao seu corpo e ao seu cérebro que é necessário estar engajado em uma atividade específica. Por isso, manter uma série de comportamentos padronizados ajuda a “acordar” para a percepção de que, embora você esteja em casa, ainda está em horário de trabalho.

Trabalhar de pijama também pode fazer com que você associe o trabalho a um momento de descontração. Não precisa se arrumar como sempre, mas colocar uma roupa casual pode colaborar para encarar outro estado de espírito.

 

Deixe o celular longe

O celular é uma imensa distração. Quando não há ninguém para controlar a quantidade de vezes que você olha para o aparelho ou para verificar se você está cumprindo uma determinada tarefa, você pode acabar se perdendo um pouco nas notificações das redes sociais.

A melhor coisa, nesses casos, é deixar o celular em outro cômodo. Se você estiver trabalhando na cozinha, por exemplo, deixe o celular no quarto. Mantenha-o com som, para que você possa ouvir as ligações, mas evite encostar nele.

 

Aposte em ferramentas de produtividade

Ter a sua lista de tarefas organizada em uma ferramenta de produtividade, como o Trello, ajuda a ter uma ideia da quantidade de trabalho que deve ser finalizada ao final do seu expediente.

Da mesma forma, ter um aplicativo que ajuda a criar metas e a desenvolver formas de alcançá-las, como é o caso do Proud, pode fazer com que você se torne um profissional muito desejado no mercado.

Existem centenas de aplicativos e programas que, além de auxiliá-lo a não perder o controle das tarefas a serem executadas, podem mantê-lo motivado, atento às horas e até mesmo consciente da necessidade de ir mais rápido ou de relaxar.

 

Não extrapole

Por fim, estabeleça uma quantidade de horas de serviço por dia. Oito horas mais uma hora de almoço? Ótimo. Nove horas mais uma hora de almoço? Bom.

Não se coloque em risco com rotinas de doze, treze horas de serviço. Isso fará com que você fique mental e fisicamente exausto, o que destrói a sua saúde e, sim, prejudica imensamente o seu rendimento profissional.

Um dos motivos pelos quais procrastinamos é a exaustão mental. Se somos respeitosos para com os limites do nosso corpo, conseguimos ir cada vez mais longe.

Crédito da foto: Ilustrativa / Reprodução da internet

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também