Corregedoria do Detran e Polícia Civil fazem operação contra falsos despachantes

Os falsos despachantes, chamados popularmente de “zangões”, foram flagrados em frente ao prédio da sede do Detran, no Centro do Rio, abordando usuários que chegavam ao departamento em busca de informações sobre serviços.

Nove pessoas foram levadas para a delegacia nesta quarta-feira (28), sob acusação de exercício ilegal da profissão de despachante, em operação de fiscalização realizada pela Corregedoria do Detran.RJ e pela Polícia Civil, com o apoio de agentes do Centro Presente. Os falsos despachantes, chamados popularmente de “zangões”, foram flagrados em frente ao prédio da sede do Detran, no Centro do Rio, abordando usuários que chegavam ao departamento em busca de informações sobre serviços. 

Todos os suspeitos foram conduzidos para a 4ª DP (Praça da República) para prestar depoimentos.

– Vamos intensificar essas ações da Corregedoria para, cada vez mais, coibir a atuação de falsos despachantes. Estamos atentos para que a população não se deixe levar por falsas promessas, tendo que pagar por serviços gratuitos do departamento – afirmou o presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder.

A delegada Patricia Aguiar, da 4ª DP, informou que todas as pessoas levadas para a delegacia vão responder por exercício ilegal da profissão. A ação dos zangões vinha sendo monitorada nos últimos dias pelos agentes da Corregedoria do Detran e por policiais da delegacia, que filmaram as abordagens aos cidadãos.

– Os zangões agem de maneira maliciosa, se aproveitando da falta de conhecimento dos cidadãos, para obter vantagem e oferecer serviços que o Detran realiza de forma gratuita. Muitas vezes dão a entender que são funcionários do órgão e, em outras situações, se passam por despachantes, de forma ilegal – explicou Patrícia Aguiar.

O Sindicato dos Despachantes Legalistas parabenizou o Detran.RJ pela ação de hoje. As operações de fiscalização têm sido feitas constantemente pelo departamento. Em 2020, cerca de 30 pessoas foram flagradas e levadas para a delegacia, também sob a acusação de exercício ilegal da profissão de despachante.

Fonte: Ascom PCERJ

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Petrópolis recebe vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca do Governo Estadual

As doses de CoronaVac são destinadas à aplicação da segunda dose do esquema vacinal pendente. O lote de Oxford/AstraZeneca também deve ser usado exclusivamente para segundas doses, mas direcionadas ao grupo de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e outras pendências de segundas doses para essa vacina.