O período colonial brasileiro será o tema do próximo concerto do Coral Municipal, que acontece neste domingo (29.04), às 16h, no Cineteatro do Museu Imperial. O evento, que terá entrada gratuita, vai contar com músicas de grandes compositores da época, como José Maurício Nunes Garcia, Jesuíno do Monte Carmelo, Luís Alvarezs Pinto, entre outros. Celeiro de corais, o Coral Municipal é uma das jóias do município e foi totalmente reestruturado no ano passado.

Para esta apresentação, quem rege o grupo é o maestro Paulo Afonso Filho. Segundo ele, o público será brindado com essa característica ímpar, da música colonial brasileira. “O concerto reúne os compositores que marcaram aquele período. Além dos nomes conhecidos, como do padre José Maurício Nunes Garcia, também teremos músicas de compositores desconhecidos. Era muito comum naquela época a pessoa não querer ser identificada como autora”, explica ele.

No programa para o concerto estão canções como “Regina Coeli” e “Christus Factus Est”, de José Maurício Nunes Garcia; “Antifona de Nossa Senhora”, de José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita; “O Salutaris Hostia” e “Pange Lingua”, de Jesuíno do Monte Carmelo; “Domine Jesu”, de Manoel Dias de Oliveira; “Te Deum Laudamus”, de Luís Alvarezs Pinto, entre outras.

Formado entre novembro e dezembro de 2017, o novo coral fez sua estreia dentro da programação do Natal Imperial e já vem se apresentando mensalmente este ano, mostrando que tem potencial para voltar a figurar entre os principais coros de câmara do país. A nova formação do grupo vem para resgatar uma tradição de 41 anos de história do Coral Municipal de Petrópolis, que havia paralisado as atividades em 2016.

Para o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, ver o coral em funcionamento novamente, emocionando o público por onde passa, é gratificante. “O Coral Municipal faz parte da história da nossa cidade, que há muito anos tem essa tradição do canto coral. Conseguir reativar esse coro, tão importante para o município, era uma das metas de governo. E vê-lo agora realizando novamente esses belos concertos é emocionante”, destaca.

O Coral Municipal é uma parceria público-privada e é gerido pelo Instituto Movarte.

Fonte: IMCE

Crédito da foto: Divulgação / Ascom IMCE