Até o dia 20 de fevereiro contribuintes que quitarem o Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU-2018) em cota única garantem 7% de desconto. Já aqueles que optarem pelo pagamento até 20 de março economizam 5%. Até o início deste mês, mais de 26 mil contribuintes já haviam quitado o imposto. A Secretaria de Fazenda emitiu 115.435 carnês de IPTU este ano, destes, 91.009 são carnês de imposto predial, aqueles referentes a imóveis já construídos, e outros 24.426 são referentes a imposto territorial, tributo cobrado sobre terrenos.

“O IPTU é a principal fonte de arrecadação do município e é integralmente revertido para os serviços básicos da cidade, como a compra de merenda para os nossos alunos, medicamentos para abastecer os postos, a pavimentação de ruas e tantos outros serviços importantes no dia a dia das pessoas, daí a importância de que aqueles que puderem, quitem o imposto em cota única”, pontua o prefeito Bernardo Rossi.

“Quitando o imposto em cota única o contribuinte ajuda o município a manter os serviços em dia, fica tranquilo com seu tributo quitado e ainda economiza, uma vez que o desconto está acima do índice de inflação”, destaca o secretário de Fazenda Heitor Maciel Pereira.

A segunda via do boleto para pagamento em cota única pode ser emitida pelo site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) para isso basta que o contribuinte clique no ícone “IPTU”, que fica à esquerda na página principal, e em seguida digite o número de inscrição do imóvel.

A segunda via do documento também pode ser emitida no núcleo de atendimento montado no Centro de Cultura Raul de Leoni, que fica na Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia). O espaço funcionará até o mês de março, sempre de segunda à sexta das 9 às 16h.

Instalado em uma área central da cidade, o centro de atendimento tem o objetivo de facilitar a vida do contribuinte. A estrutura conta com oito guichês equipados e equipe treinada para agilizar a emissão do documento. No espaço, o contribuinte pode fazer ainda a atualização de endereço. “Esta atualização é importante para que no próximo ano o carnê seja entregue pelos correios na casa do contribuinte”, frisa Heitor Pereira.