Conselho Municipal de Saúde aprova Relatório Anual de Gestão da Saúde Secretaria de Saúde apresentou as metas concluídas com vigência de 2014 a 2017

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Conselho Municipal de Saúde (Comsaúde) aprovou em reunião extraordinária nesta quarta-feira (28.03) o Relatório Anual de Gestão (RAG) com competência de 2014 a 2017. Além de constituir-se de um instrumento de comprovação da aplicação dos recursos, o relatório tem a finalidade de apresentar os resultados alcançados com a execução da Programação Anual de Saúde, orientar a elaboração da nova programação anual, bem como eventuais redirecionamentos que se fizerem necessários na gestão.

O secretario de Saúde explica que a RAG foi elaborada pela antiga gestão e destaca a evolução da pasta no ano de 2017. A Secretaria de Saúde otimizou a assistência no maior hospital do município, Alcides Carneiro, realizando 23 mil atendimentos a mais do que o ano de 2016 e promoveu a ampliação da oferta de consultas ambulatoriais, exames e cirurgias. Pagamento de R$ 14 milhões em dívidas pagas referentes à gestão anterior, 1.210 visitas domiciliares no programa Melhor em Casa e 198 mil pessoas imunizadas contra a Febre Amarela. Estas foram algumas das ações destacada aos conselheiros.

“A Secretaria de Saúde vem trabalhando com planejamento em todas as ações e isso fez com que muitas metas do Plano de Governo e do RAG fossem concluídas. Implantamos o serviço de atenção domiciliar – “Melhor em Casa”, colocamos a máquina de ressonância para funcionar e foram realizados 5 mil exames entre outras ações da Secretaria. Estamos promovendo uma gestão transparente junto à Sociedade Civil por meio da parceria e inserção do ComSaúde nas suas ações estratégicas”, destaca Silmar Fortes.

O Relatório de Gestão é o instrumento do SUS, do âmbito do planejamento, conforme item IV do art. 4º da Lei Nº 8.142/90, referenciado também na Lei Complementar 141/2012 e Portaria 575/2012 do Ministério da Saúde.Com a aprovação do Comsaúde, o documento será enviado ao Ministério da Saúde para acompanhamento da gestão municipal.

“A aprovação do RAG é importante por ser uma avaliação de tudo que foi feito pela Secretaria de Saúde ao longo de 2017 sendo que a base é a Programação Anual de Saúde aprovada pelo Conselho. Uma proposta apresentada e que será desenvolvida pelo Conselho é avaliar pelo menos a cada semestre as metas alcançadas e as ações desenvolvidas para que na aprovação anual do RAG muitas metas e ações já têm sido analisadas pelo Conselho o que facilita a aprovação final do relatório para envio ao ministério da saúde”, avalia Rogério Tosta, presidente do Conselho Municipal de Saúde.

O Comsaúde aprovou em 2017 a Programação Anual de Saúde e o Plano Municipal de Saúde onde a pasta prevê, ao longo da gestão, fortalecer e consolidar a Atenção Básica, implantar um banco de reserva (por meio de concurso) para possibilitar a substituição de servidores que se aposentam ou em caso de exoneração. Também estão previstos a ampliação e reestruturação da Assistência Farmacêutica, criação de uma câmera técnica para auxiliar o Poder Executivo junto ao Poder Judiciário quanto à utilização dos serviços de saúde, e implementação da participação e controle social.

“Nossa gestão está baseada em planejamento e na busca de uma assistência com mais qualidade. Conseguimos debater com propriedade as propostas junto ao Conselho e algumas ações são recorrentes então precisamos unir esforços para finalmente resolver as pendências de gestões anteriores”, afirma Silmar Fortes.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.