Comissões da ALERJ debatem medidas de proteção à saúde das mulheres lésbicas

A reunião poderá ser acompanhada pelo Facebook da presidenta da Comissão de Trabalho, deputada Mônica Francisco (Psol).
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

As Comissões de Trabalho e de Saúde, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), vão realizar audiência pública conjunta nesta segunda-feira (16), às 14 horas, para tratar sobre medidas para a proteção da saúde integral das mulheres lésbicas. A reunião poderá ser acompanhada pelo Facebook da presidenta da Comissão de Trabalho, deputada Mônica Francisco (Psol).

Para a parlamentar, este é um tema que deve ter participação ampla da sociedade e dos poderes. “É fundamental o comprometimento de todos os poderes com o objetivo de formular dados, construir protocolos de saúde e qualificar as políticas públicas específicas para lésbicas. Temos feito diálogos permanentes com os movimentos de lésbicas com o objetivo de construir políticas públicas em todas as áreas. As mulheres negras lésbicas pobres, faveladas e periféricas que são ainda mais afetadas com a falta de um protocolo de saúde específico”, destacou a deputada.

“É fundamental discutir acolhimento e atendimento na saúde das mulheres lésbicas. O preconceito existe sim e precisamos enfrentá-lo. Qualificar políticas públicas específicas e construir protocolos de atendimento estão entre as medidas que devemos implementar”, enfatizou a deputada Martha Rocha (PDT), que está à frente da Comissão de Saúde.

Fonte: Ascom Alerj

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.