Os dez dias de Bauernfest movimentaram o município e garantiram comércio cheio em toda a cidade. Com público superior a 350 mil pessoas, o número de ônibus e van de turismo que visitaram o município foi muito além de esperado, com 880 veículos chegando a cidade entre 22 de junho e 1º de julho. Neste período, a CPTrans contabilizou 450 veículos apenas no primeiro fim de semana – o que era esperado para todo os dias evento -, 350 no último sábado e domingo de festa e 80 nos demais dias de evento.

Durante todos os dias, a CPTrans conseguiu alocar os veículos vindo de outros estados de maneira que o trânsito não fosse comprometido. Uma área de mais de um quilômetro de extensão serviu como espaço para embarque e desembarque dos visitantes na Avenida Tiradentes, Rua Montecaseros e Relógio de Flores. Ao chegar na cidade e desembarcar os visitantes, os veículos foram direcionados para o Quitandinha, Bingen, além de garagens de duas empresas de ônibus que cederam seus espaços para utilização. Já as vans ficaram estacionadas no estacionamento da Rua do Imperador.

“Realizamos um planejamento adequado e tivemos, no geral, uma resposta muito positiva no trânsito. Nossa equipe trabalhou todos os dias em diversas áreas e, embora alguns pontos de retenção tenham sido registrados neste período, a atuação eficiente garantiu que os nós fossem desfeitos de maneira rápida. Foram muitos veículos na cidade e um número muito alto de ônibus e vans de turismo. Pelo feedback desse público podemos considerar que o turista teve uma experiência muita positiva’, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

A mudança de mão da Rua Padre Siqueira, a exemplo do sucesso do ano passado, foi fundamental para diminuir o impacto do trânsito durante a Bauernfest. Mas esse não foi o único motivador do resultado obtido no trânsito: a CPTrans também adotou medidas para que os visitantes pudessem parar seus veículos sem transtornos. O horário do estacionamento rotativo foi ampliado para às 22h durante o evento, sem tempo de permanência mínimo. O serviço de valet disponibilizado na Avenida Koeler nos fins de semana e no feriado do Dia do Colono, também ajudou a tirar veículos das ruas, organizando de maneira ordenada os carros no município. Foram mais de 1.600 vagas no entorno da festa.

“Para esta festa, o planejamento foi fundamental e conseguimos isso com a expertise dos agentes e a experiência que tivemos no ano passado, além do trabalho dos nossos engenheiros de trânsito. O resultado foi uma ação coordenada e organizada, em que a população conseguiu trafegar sem maiores problemas e os visitantes chegarem à festa com uma facilidade nunca vista antes”, destaca o diretor técnico operacional da Companhia e especialista em engenharia de trânsito, Luciano Moreira.