Sérgio Lima/Poder360

Com orientações de Witzel, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros vão realizar operações especiais para a virada do ano

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro terão operações especiais para garantir a segurança da população na virada do ano. O efetivo da Polícia Militar escalado para o Réveillon aumentou quase 25% em relação ao ano anterior, chegando a mais de 15 mil homens e 1.415 viaturas pelo Estado. As áreas que esperam o maior número de pessoas, como a orla da capital, Niterói, Região dos Lagos e Costa Verde, terão atenção especial. O Corpo de Bombeiros terá efetivo reforçado, composto cinco Comandos de Bombeiros de Área (CBA) com eventos, duas Forças Tarefas e 20 Grupos Táticos Avançados, com atuação de cerca de 400 militares, utilizando viaturas, embarcações e motocicletas.  Também estarão em atuação nas unidades operacionais os profissionais de plantão no serviço ordinário. As operações já estão sendo preparadas por integrantes do novo governo que tem início em 1º de janeiro.

Foi montado um Centro de Apoio ao Réveillon no Centro Integrado de Comando e Controle, no Rio de Janeiro, com atuação coordenada das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, CET-Rio, Guarda Municipal e Centro de Operações Rio. O Corpo de Bombeiros ainda conta um sistema que atualiza, a cada hora, estatísticas sobre ocorrências no estado.

“Não só a capital do estado, mas outras cidades com alta concentração de festividades no Réveillon estão com efetivo extra para a cobertura de possíveis intercorrências”, disse o atual secretário de Estado de Defesa Civil e Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Roberto Robadey Costa Júnior, que continuará exercendo ambos os cargos no governo de Wilson Witzel.

Cidades da Região Metropolitana e Baixada Litorânea estão inseridas no esquema especial do Corpo de Bombeiros para as comemorações de fim de ano. A operação contempla a atuação ainda de duas aeronaves que ficarão posicionadas no litoral: Arraial do Cabo e Paraty, prontas para socorro em estradas, praias e combate de incêndios em vegetação – operação que ocorre não só no Réveillon como nos demais fins de semana do verão (de sexta-feira a domingo).

 Operação Réveillon na capital – Somente em Copacabana, 30 torres de observação darão apoio aos quase 2 mil PMs que trabalharão na maior festa de réveillon do país. Será montado um Centro Integrado de Comando e Controle Móvel no bairro e a Polícia Militar reforçará os pontos de bloqueio e dará apoio na parte externa das estações do metrô. O Grupamento Aeromóvel da PM, equipado com câmeras, vai monitorar os principais pontos da cidade do Rio e transmitir as imagens em tempo real para o CICC. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) ficará de prontidão e poderá ser acionado caso seja necessário.

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro contará com equipes reforçadas em Copacabana, para combate a incêndio, salvamento e atendimento pré-hospitalar composta por aproximadamente 175 bombeiros – 35 deles dedicados às atividades de socorros marítimos. A operação vai disponibilizar também 29 viaturas e duas embarcações para realizar os atendimentos de emergência no entorno do evento. 

Para este ano, o Corpo de Bombeiros vai contar com a tecnologia QRCode nos hidrantes da orla de Copacabana. Trata-se de um projeto piloto, em parceria com a Cedae e com a UFRJ, que tem o objetivo de facilitar o fornecimento de dados para a tomada de decisões mediante ocorrências de incêndio. Durante a festa de Réveillon, em caso de necessidade, o sistema já poderá ser utilizado.

Assim como Copacabana e Flamengo, outras regiões terão atenção redobrada: Parque de Madureira, Penha, Piscinão de Ramos, Ilha do Governador, Sepetiba e Guaratiba.

Além disso, a PM terá reforço nas principais vias expressas e estradas: Linha Amarela, Linha Vermelha, Avenida Brasil, RJ 104, RJ 106, RJ 124 (Via Lagos), estradas de acesso à Região Serrana e trecho do Arco Metropolitano.

=====

 ESQUEMA DE SEGURANÇA DA VIRADA DO ANO 

 => POLÍCIA MILITAR 

• 15.886 policiais 

• 1.415 viaturas

• Batalhão de Ações com Cães

• Guarnição da cavalaria

• Grupamento Aeromóvel – Batalhão de Operações Policiais Especiais de prontidão

 Operação especial: Copacabana 

• 1.941 policiais

• 64 novas viaturas

• Centro Integrado de Comando e Controle Móvel + Unidade de Controle de Distúrbios

• 15 torres de observação da PM no calçadão

• 15 torres de observação da PM na areia

• 24 pontos de bloqueio

• Equipe de Rondas Especiais e Controle de Multidões

 => CORPO DE BOMBEIROS 

• 05 CBA com eventos 

• 02 Forças Tarefas 

• 20 Grupos Táticos Avançados 

• 03 GTA/ MAR

• 61 Viaturas

• 03 Embarcações (L11, BI 33, BIR 11)

• 14 Motocicletas 

• 270 Bombeiros 

• 147 Guarda Vidas

 Eventos por Comandos de Bombeiros de Área (CBA) 

• CBA I -CAPITAL 

  • Parque de Madureira;
  • Penha;
  • Piscinão de Ramos;
  • Ilha do Governador;
  • Sepetiba;
  • Guaratiba.

• CBA V – BAIXADAS LITORÂNEAS

  • Macaé
  • Cabo Frio 
  • Araruama

• CBA IX – METROPOLITANA

  • Icaraí
  • Maricá
  • Itaipuaçú
  • Ponta Negra

• CBA X – CAPITAL II

  • Copacabana 
  • Flamengo

• CBA XI – SALV. MARÍTIMO (apenas recursos de Guarda Vidas) 

  • Paquetá 
  • Barra da Tijuca 
  • Recreio dos Bandeirantes

Crédito da foto: Sérgio Lima/Poder360

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment