Por Tácido Rodrigues

 

Quando entrar em campo na noite desta quarta-feira (13), mais de 60 mil torcedores rubro-negros terão a missão de empurrar o time rumo ao título inédito da Copa Sul-Americana. E o fator casa pode ser determinante para o Flamengo, já que a equipe não perde no Maracanã como mandante há quase dois anos. Nesta temporada, em competições internacionais, o Mengão venceu San Lorenzo, Atlético Paranaense, Universidad Católica, Junior Barranquilla e empatou com o Fluminense.

Para fazer a alegria da maior torcida do mundo, o Flamengo terá que vencer o Independiente, da Argentina, por dois gols de diferença. Em caso de vitória rubro-negra por um gol de diferença, haverá prorrogação. Se o empate persistir, a decisão será nos pênaltis.

 

Tumulto

Fora das quatro linhas, a finalíssima já começou. Na noite dessa terça (12), torcedores do Fla se reuniram em frente ao hotel dos argentinos e queimaram fogos de artifício. A manifestação já estava marcada desde a semana passada, quando flamenguistas foram chamados de “macaco” pelos rivais. ?As provocações contra os argentinos foram de todas as formas possíveis. Em uma delas, com um drone com a bandeirinha da Série B, em referência à queda dos hermanos no Campeonato Argentino de 2013. Pelo Twitter, o Independiente respondeu com ironia, agradecendo a “recepção”.

 

Fonte: Agência do Rádio Brasileiro