Em São Petersburgo, o Brasil jogou contra a Costa Rica pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, o time tentava a primeira vitória depois de um decepcionante empate contra a Suíça e o adversário precisava vencer depois de perder para a Sérvia em seu jogo de estreia.

A seleção brasileira pressionou desde os primeiros minutos e os costa-riquenhos limitaram-se a defender e tentar achar espaços em contra-ataques, um cenário semelhante ao jogo contra a Suíça, que gerou sérias dificuldades para o bom setor ofensivo brasileiro, o time tentou sem sucesso furar o bloqueio imposto pelo adversário.

Tite promoveu uma mudança importante, ao tirar William que não vinha atuando bem e colocando Douglas Costa, pelo lado direito as tabelas com Fagner que estava no lugar de Danilo, machucado, começaram a surtir efeito, ainda não era suficiente para abrir o placar, num gesto de ousadia, Paulinho foi substituído por Roberto Firmino, daí a história dramática do jogo mudou.

Uma penalidade chegou a ser marcada para a seleção brasileira, só que com o auxílio do árbitro de vídeo a mesma foi anulada, pois o juiz entendeu que Neymar simulou, o time não se desesperou e tentou até conseguir seu primeiro gol em um cruzamento para a área desviado por Firmino, a bola sobrou para Coutinho marcar o primeiro gol do jogo, o segundo do meia na copa.

A seleção passou a segurar a bola através de passes, uma tática bem diferente da Costa Rica que apelou para inúmeras simulações de contusão para segurar o empate, numa dessas trocas de passe e com a marcação adversária mais afrouxada, Douglas Costa passou a bola para Neymar marcar o gol da vitória brasileira, o seu primeiro no mundial depois de tantas críticas.

O resultado faz a seleção assumir momentaneamente a liderança do Grupo E, com 4 pontos, o jogo entre Sérvia e Suíça pode alterar o quadro, ainda assim, a seleção depende apenas de suas forças para chegar as oitavas de final, sendo a segunda seleção da América do Sul ao lado do Uruguai a se classificar a etapa mata-mata, já a Costa Rica pode ser eliminada ainda hoje caso a Sérvia vença a Suíça.

Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho(Roberto Firmino), William ( Douglas Costa) Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus ( Fernandinho). Tec: Tite.

Costa Rica: Navas; Acosta, Gonzales e Duarte; Gamboa(Teheda), Borges, Guzman(Bolaños) e Olviedo; Ruiz; Ureña(Calvo) e Venegas. Tec: Óscar Ramirez.

Gols: Coutinho (90+1) e Neymar (90+7).

Cartões Amarelos: Bra: Coutinho e Neymar/ Cos: Acosta.

(imagem FIFA)