A coleta seletiva no município vai ganhar o reforço de mais um caminhão a partir da próxima segunda-feira (18.09). O terceiro veículo do serviço tem o dobro da capacidade dos outros dois: quatro toneladas por viagem. O início da operação do caminhão acontecerá pelo Bingen, na via principal. Os menores continuarão a ser usados nas ruas paralelas. Em outubro, a Comdep passará a usar também um carro que comporta até 500 kg de materiais. Esse veículo vai atender os locais de difícil acesso.

Com o uso do caminhão maior apenas nas vias principais, o serviço poderá ser otimizado, já que os veículos menores poderão ser concentrados em outras áreas. A Comdep conseguiu reorganizar a utilização da frota para integrar esse caminhão no serviço. A coleta “porta a porta” acontece hoje em dia em seis bairros: Bingen, Mosela, Valparaíso, Morin, Alto da Serra e Castrioto. O novo veículo também vai poder atuar na Estrada União & Indústria.

“No início do ano, a coleta seletiva foi prejudicada por causa das dívidas com as empresas que forneciam caminhões para o serviço. Por causa disso, nós tivemos que buscar atender os bairros que já tinham a coleta com os dois caminhões próprios. Agora, estamos conseguindo liberar mais um veículo e vamos expandir o recolhimento”, explica o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Hoje, quase 25 toneladas de lixo reciclável são coletadas na cidade por semana, quantidade que poderá aumentar agora. Todo esse lixo é dividido entre as quatro cooperativas da cidade.

A “Deus da Guerra”, que atua no Centro de Reciclagem da Comdep em Cascatinha (e que foi regularizada e capacitada pela empresa), processa cerca de 1,3 tonelada por semana. As cooperativas Esperança (Quarteirão Italiano), Dos Amigos (Nogueira) e Rainha do Céu (Duarte da Silveira) separam aproximadamente cinco toneladas. Cada uma comercializa os resíduos que recebem por semana e podem receber mais de acordo com a capacidade de trabalho delas. O restante é selecionado pela própria Companhia.

A chegada de mais um caminhão é outra medida dentro da reestruturação da coleta seletiva no município, que começou a ser implementada em maio. Antes, os resíduos eram divididos entre Cascatinha e Carangola, o que não era econômico. A Comdep decidiu concentrar todo serviço no primeiro local, que é mais amplo, e deslocou os funcionários e o maquinário da outra unidade. Desde então, o Centro de Reciclagem se tornou um ambiente mais limpo e organizado.

Em junho, foi criada uma “incubadora de cooperativas de reciclagem de lixo”, projeto da Comdep para desenvolver grupos que queiram atuar na área da seleção, separação e comercialização de resíduos sólidos coletados. A Deus na Guerra foi a primeira integrante. Ela já trabalha em Cascatinha, mas não era formalizada. Agora, ela já possui CNPJ e existe formalmente. Com isso, os trabalhadores podem contribuir com o INSS e garantir aposentadoria, por exemplo. Eles também estão recebendo capacitação profissional com aulas no próprio Centro de Reciclagem ministradas pela Comdep.