Foto: Divulgação

Cleo Pires interpreta filha de Gloria Pires no filme Vovó Ninja

Essa é a primeira vez que Gloria e Cleo contracenam como mãe e filha
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Foto dos bastidores de VOVÓ NINJA, coprodução da Galeria Distribuidora com a LC Barreto e o Grupo Telefilms, mostra Cleo Pires em cena com sua mãe, protagonista do filme que será lançado no segundo semestre. Com direção de Bruno Barreto, as filmagens da comédia terminam em 14 de maio.

Em VOVÓ NINJA, Cleo dá vida à personagem Marina, filha de Arlete (Gloria Pires), esposa de André (Leandro Ramos) e mãe de Davi (Angelo Vital), Elis (Luiza Salles) e João (Michel Felberg). Os atores Matheus Ceará, Dadá Coelho, Luiza Nery, Thiago Justino, Pedro Miranda e Miguel Lobo completam o elenco.

Cleo Pires conta sobre a experiência: “É uma grande honra poder contracenar com a minha mãe. Nós sempre tivemos essa vontade de atuarmos juntas como mãe e filha e surgiu essa oportunidade com o convite para “Vovó Ninja”. Estou muito feliz e empolgada com esse trabalho, que tem direção do Bruno Barreto. A produção está incrível e a história bem legal.”.

Gloria Pires completa: “Isso tudo está sendo muito especial por estarmos fazendo pela primeira vez mãe e filha, mas também pela data que está se aproximando do Dia das Mães. Parece que foi o timing perfeito para acontecer. “.

Com roteiro de Rodrigo Goulart, Gustavo Acioly e Gabi Mancini, o filme começa com Arlete, que vive reclusa e tem um estilo de vida zen, se preparando para receber os netos em sua casa, depois de muito tempo sem vê-los. Arlete não tem muita intimidade ou jeito com as crianças, que são bagunceiras e estão insatisfeitas de estarem em um sítio sem internet, cheio de regras e tarefas domésticas. Após uma tentativa de roubo no local, o caçula Davi descobre que a avó tem habilidades fora do comum e, junto com os irmãos, faz de tudo para descobrir qual é o segredo de Arlete.

Produzido por Paula Barreto, VOVÓ NINJA tem direção de Bruno Barreto. A produção é da LC Barreto, em coprodução com a Galeria Distribuidora e o Grupo Telefilms. A estreia de VOVÓ NINJA está prevista para o segundo semestre deste ano, com distribuição da Galeria Distribuidora.

As filmagens de VOVÓ NINJA acontecem de acordo com o protocolo de segurança e saúde no trabalho do audiovisual (SIAESP, APRO e SINDCINE) e com consultoria da empresa OnCare, especializada em saúde integrada.

Foto: Divulgação

Sobre a Galeria Distribuidora

A Galeria é uma distribuidora de conteúdos audiovisuais. Com inovação e dinamismo como diretrizes do trabalho, atua também na coprodução dos seus projetos, desde a concepção até o lançamento dos títulos ao lado das maiores produtoras do Brasil. Focada em conteúdos comerciais e com grande apelo junto ao público, a empresa apresenta em seu catálogo filmes como ‘Ana e Vitória’, protagonizado pelas cantoras, ‘Cinderela Pop’, estrelado por Maísa Silva, e ‘Os Exterminadores do Além Contra a Loira do Banheiro’, com Dani Calabresa e Danilo Gentili. Os próximos lançamentos da Galeria Distribuidora são: DETETIVE MADEINUSA, comédia realizada por fenômenos do humor e expoentes das redes sociais, liderada pelo humorista Tirullipa – com mais de 25 milhões de seguidores no Instagram, e PAPAI É POP, filme inspirado no livro homônimo de Marcos Piangers, estrelado por Lázaro Ramos ao lado de Paolla Oliveira, e no qual o ator dá vida ao seu primeiro protagonista em um filme familiar e popular. A Galeria Distribuidora é responsável também por um case inédito no mercado cinematográfico local: lançar simultaneamente A MENINA QUE MATOU OS PAIS e O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS, dois longas com pontos de vista diferentes sobre o caso von Richthofen, um dos crimes que mais chocou o Brasil.

Sobre a LC Barreto

Fundada em 7 de maio de 1963, a L.C. Barreto Produções Cinematográficas possui uma trajetória tão rica que até se confunde um pouco com a história do cinema no Brasil e da América Latina. São mais de 80 produções e coproduções de curta e longa-metragem nos seus 55 anos de existência. Consagrada no Brasil e no exterior, em sua trajetória cinematográfica está uma das adaptações mais bem sucedidas do escritor Jorge Amado e um dos filmes chaves da história moderna do cinema brasileiro que durante 34 anos, com 10.735 milhões de espectadores, foi o maior sucesso de bilheteria do cinema brasileiro – a obra Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976), de Bruno Barreto. O filme é a maior referência cultural do nosso cinema no mundo e foi exibido comercialmente em mais de 80 países. Além de duas produções indicadas ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro: O Quatrilho (1996), de Fábio Barreto, e O Que é Isso Companheiro (1998), de Bruno Barreto. Diversidade, inovação, criatividade e reconhecimento internacional fazem da L.C. Barreto uma empresa atualizada com as demandas do dinâmico mercado cinematográfico e audiovisual. Sempre presente na formulação de políticas para a produção nacional, tem sido líder da busca de soluções para a auto sustentabilidade da indústria cinematográfica no país.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.