Praia da Ferradurinha, em Armação dos Búzios. Foto: Thiago Freitas.

Cidades do interior têm mais de 90% de ocupação no Carnaval 2022

Governador Cláudio Castro comemora retorno dos turistas após sucesso na vacinação e casos mais baixos de Covid-19
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Carnaval de 2022, mesmo fora da tradicional época, foi considerado um sucesso pelo Governo do Estado. Algumas cidades turísticas do interior fluminense chegaram a uma média de mais de 90% de ocupação, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ). Municípios como Arraial do Cabo e Búzios, na Região da Costa do Sol, lideraram a lista da rede hoteleira, seguidos por Paraty, na Costa Verde, na terceira posição. Para o governador Cláudio Castro, os dados demonstram que o setor volta a ter potencial de crescimento após o auge da pandemia.

– O turismo foi um dos segmentos mais prejudicados na pandemia. Por isso, o retorno dos desfiles das escolas de sambas tem que ser comemorado não somente pela ótica da festa, mas simboliza que o Estado do Rio de Janeiro vem conseguindo superar a crise. Pelo sucesso da vacinação e casos controlados da Covid-19 e por ter recuperado a credibilidade como um dos principais destinos turísticos do Brasil – disse Cláudio Castro, que voltou à Marquês de Sapucaí, neste sábado (30/04), para prestigiar o Desfile das Campeãs.

Retorno dos turistas internacionais

Outras cidades, como Itatiaia/Penedo, nas Agulhas Negras, também registraram bons índices de ocupação. Na região do Vale do Café, Miguel Pereira foi destaque. Teresópolis figurou entre os municípios com bons resultados na Serra Verde Imperial.

A presença de turistas domésticos ainda é predominante. Grande parte das pessoas são de estados da Região Sudeste. Entretanto, já é possível observar um retorno gradual dos turistas estrangeiros, que representam 14% dos hóspedes. A maior parte tem origem nos Estados Unidos, seguidos de Argentina, Chile e Colômbia. 

– Existe todo o simbolismo da volta desta festa, que é o maior espetáculo do mundo. Os números representam que estamos trilhando o caminho certo para a retomada total das atividades, tendo o turismo como a locomotiva que irá gerar desenvolvimento econômico e social para o nosso estado – finalizou o secretário de estado de Turismo, Sávio Neves.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.