Foto: Divulgação

Cidades atingidas pelas chuvas no Norte Fluminense têm intervenção do Governo do Estado

Defesa Civil e Corpo de Bombeiros estão nos municípios de Carapebus e Conceição de Macabu
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O governador Cláudio Castro disponibilizou recursos do Estado para os municípios de Carapebus e Conceição de Macabu, no Norte Fluminense, fortemente atingidos pela chuva nesta quarta-feira (30). O secretário estadual de Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro, o secretário de Governo, Rodrigo Bacellar, e o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Julio Saraiva, visitaram os municípios de Carapebus e Conceição de Macabu, nesta quinta-feira (1). A comitiva se encontrou com os prefeitos das cidades atingidas e verificou as necessidades dos moradores.

– Venho mantendo contato com os municípios atingidos desde o primeiro momento e pedi aos nossos secretários prioridade para esta questão. Colocamos à disposição toda a estrutura do Governo do Estado para ajudar na coordenação das ações, visando auxiliar os municípios e a população afetada – afirma o governador Cláudio Castro.

O coronel Leandro Monteiro, secretário de Estado de Defesa Civil, garantiu que as cidades mais atingidas receberão toda a assistência.

– Sobrevoamos a região para ter uma dimensão dos danos provocados pelas chuvas e visitamos os municípios mais afetados. A Secretaria de Estado de Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros do Rio estão presentes, em contato permanente com as prefeituras, prestando todo o apoio necessário para minimizar os prejuízos causados, garantindo assistência à população, visando a volta à normalidade o mais rápido possível – relata o secretário.

Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) acompanham, in loco, a situação em Conceição de Macabu, onde duas pessoas morreram em decorrência de um deslizamento de terra. Foram registradas 16 pessoas desabrigadas e 83 desalojadas.

Equipes também atuam em Carapebus, onde foi registrada uma morte provocada pela queda de um raio. Dois moradores estão desaparecidos. Cerca de 40 militares atuam na operação, com apoio de viaturas e um helicóptero.

A Defesa Civil vem atuando ainda em Macaé, também no Norte Fluminense, onde houve alagamentos provocados pelo volume excessivo de chuvas. Há registros de 51 desalojados e 19 desabrigados.

– Dialogamos com os prefeitos e ouvimos também a população nas ruas. Já estamos em ação, somando forças para auxiliar cada município – disse o secretário de Governo, Rodrigo Bacellar.

Por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, os municípios de Carapebus e Conceição de Macabu receberão insumos e os moradores serão cadastrados para receberem o Aluguel Social e o Cartão Recomeçar.

Para minimizar os impactos causados pelas chuvas em 19 escolas da região, a Secretaria de Estado de Educação disponibilizou R$ 520 mil para recuperação das unidades.

 – Os recursos necessários já foram disponibilizados para esse fim.  É uma questão emergencial – disse o secretário Alexandre Valle.

A Fundação Leão XIII está mobilizada para dar assistência às vítimas das chuvas em Carapebus e Conceição de Macabu. Uma equipe foi destacada para atuar com isenção de documentação civil (carteira de identidade, certidão de nascimento, casamento e óbito) para todos que precisarem do serviço.

Estado registra 65 ocorrências

Nas últimas 24h o Corpo de Bombeiros atuou em 65 ocorrências relacionadas às chuvas desde o dia 30 de novembro, incluindo cortes de árvores, salvamentos de pessoas ilhadas, inundações, alagamentos, deslizamentos e desabamentos.

O Centro Estadual de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden-RJ) acompanha as condições meteorológicas e os níveis pluviométricos do território fluminense, enviando alertas para as regiões, em caso de risco de desastres.

Plano de contingência para Chuvas Intensas

O Governo do Estado vem intensificando as ações de prevenção de desastres provocados pelas fortes chuvas. Em 2022, o governo investiu mais de R$ 1 bilhão no Plano de Contingência. O valor, que é o mesmo previsto para 2023, é quase quatro vezes superior ao empenhado em 2021.

Já está em curso o Plano de Contingência para Chuvas Intensas que prevê várias ações até o próximo ano, alerta e alarme de desastres naturais, aumento de operadores do Sistema de Monitoramento Meteorológico, ampliação da frota da Defesa Civil, continuidade do trabalho de limpeza de córregos e canais e ainda o fortalecimento das ações para contenção de encostas.

Além disso, no mês de novembro, a Defesa Civil realizou simulados emergenciais para a desocupação de escolas públicas e comunidades vulneráveis, além de treinamento dos agentes de emergência.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.