Após ultrapassar a meta de iluminação pública na cidade, com 99% das lâmpadas acessas e 12 mil consertos realizados em seis meses, a cidade vai ganhar 561 luminárias de LED a partir desta segunda-feira (27.08). A primeira etapa do serviço será feita em 13 ruas do Centro ao longo desta semana, mas vai chegar a 31 ruas no total. Desta forma, a rede de iluminação pública vai se tornar mais eficiente: além de iluminarem três vezes mais em média, essas luminárias economizam energia e em manutenção. O Departamento de Iluminação Pública estima que, só nos locais onde serão realizadas as trocas, a economia vai chegar a R$ 85 mil em um ano.

“O primeiro passo da iluminação pública era deixar a cidade acessa e isso foi alcançado em seis meses de trabalho intenso. Agora, com 99% da rede funcionando, podemos passar para etapa que vai tornar a cidade mais eficiente, ganhando em iluminação, ou seja, atendendo melhor a população, e economizando”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

O trabalho que será feito a partir desta semana será o mesmo feito há mais de um ano e meio na Av. Roberto Silveira. O lado par da rua recebeu sete luminárias de LED em 300 metros em formato de teste.

“Na Roberto Silveira, as lâmpadas de vapor de sódio, aquelas amareladas, alcançavam 20 lux (unidade de medida que aponta a intensidade de iluminação por metro quadrado no sistema internacional de unidades), o que estava dentro do estabelecido pela ABNT para vias de grande circulação. Quando houve a troca para as luminárias de LED, chegou 59 lux”, explica um dos responsáveis pelo Departamento de Iluminação Pública, Leônidas Mattos.

Luminárias de LED duram 10 mil horas

As luminárias de LED representam uma dupla economia. Primeiro, porque consomem menos energia. E, segundo, porque possuem maior durabilidade, o que gera um menor número de manutenções necessárias. Lâmpadas de vapor de sódio duram cerca de 2 mil horas e, em geral, acabam sendo trocadas pelo menos duas vezes por ano, além de uma troca de reatores no mesmo período (os principais problemas são causados por chuva e raios).

Já uma luminária de LED pode durar 10 mil horas e resistem mais – desde que tecnologia (mais de 18 meses) foi implantada na Roberto Silveira, em apenas uma vez, uma das sete luminárias precisou de reparo.

Para se ter uma ideia de como o LED vai contribuir para a economia da rede, é possível tomar como exemplo a Rua Monsenhor Bacelar, o primeiro local que vai receber a troca de 19 lâmpadas de vapor de sódio de 250 watts pelas novas luminárias de LED de 180 watts.

Atualmente, o gasto com energia é de R$ 10,5 mil por ano. Trocas de lâmpadas e de reatores em todos os pontos custa R$ 1,9 mil. O LED terá um consumode energia de aproximadamente R$ 6,8 mil, sem necessidade de gastos com manutenções, porque as luminárias possuem garantia do fabricante. Isso representa que a economia apenas na Rua Monsenhor Bacelar será de R$ 5,7 mil por ano.

Nesta primeira semana, também vão receber luminárias de LED: Rocha Cardoso e Washington Luiz (segunda), Nelson de Sá Earp e entorno da Praça da Liberdade (terça), Av. Roberto Silveira, Padre Siqueira e 13 de Maio (quarta), Imperatriz e Tiradentes (quinta), Raul de Leoni e São Pedro de Alcântara (sexta). Em todas essas ruas, as luminárias ficam em apenas um lado da rua. Para isso, haverá sinalização de trânsito e as vagas de estacionamento desses locais ficarão interditadas a partir de 22h até a conclusão do serviço, por volta de 5h30.

O trabalho ainda acontecerá em Av. Barão de Amazonas, Av. Koeler, Av. Ipiranga, Marechal Deodoro, General Osório, Dr. Porciúncula, Paulo Barbosa, Caldas Viana, Prudente Aguiar, Alberto Torres, Av. Dom Pedro I, Barão de Teffé, Dr. Joaquim Moreira, Nilo Peçanha, Floriano Peixoto, Dr. Moreira da Fonseca, Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia), Oscar Weinschenck e Irmão D’Ângelo.

Para cada local, o Departamento de Iluminação Pública estudou quais tipos de luminárias deveriam ser colocadas naquela rua, variando entre 70 watts, 104 watts ou 180 watts.

“As luminárias que serão instaladas agora vão manter o índice de três vezes mais iluminação em média. E para facilitar o trabalho, a maior parte será executada pelas equipes que trabalham no período noturno, após às 22h. Depois que for concluído essas etapas e as luminárias de LED estiverem funcionando plenamente, será iniciado planejamento para os bairros e distritos”, afirma o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.