Foto: STR/AFP

China confina 17 milhões de pessoas após registrar recorde de casos de Covid-19

Segundo a Comissão Nacional de Saúde, a população de várias cidades foi confinada por conta dos surtos do vírus.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Milhões de cidadãos foram confinados neste domingo (13) na China, após o país ter registrado o maior número de casos de Covid-19 em dois anos. Foram registrados 3.939 casos de coronavírus, ao todo. Desde o início da pandemia, o governo chinês impôs a política de “zero covid”.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde, a população de várias cidades foi confinada por conta dos surtos do vírus.

Devido ao surto, todos os bairros de Xangai, metrópole mais populosa da China, foram isolados. Shoppings, restaurantes e escolas foram fechados. Em Shenzen, na fronteira com Hong Kong, 17 milhões de pessoas foram isoladas após 66 casos serem identificados. Outras 19 províncias enfrentam surtos de variantes ômicron e delta.

Yanji, uma cidade de 700 mil pessoas na fronteira norte-coreana, também entrou em quarentena. Na cidade de Jilin, os habitantes de centenas de bairros foram parcialmente confinados, segundo um funcionário municipal. Em Jilin, seis rodadas de testes em massa foram completadas, segundo as autoridades. Neste domingo, a cidade registrou mais de 500 casos da variante ômicron.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.