Na tarde desta quarta-feira, 07/08, o Centro POP de Diadema recebeu doações de roupas de inverno, cobertores e kits de higiene pessoal que serão entregues para moradores em situação de rua. A doação é resultado de uma campanha feita pelo Centro do Voluntariado de Diadema (CVD) que tem como objetivo auxiliar as organizações e capacitar os voluntários, além de promover ações sociais. A entrega foi realizada no auditório do Paço Municipal e contou com  a presença de representantes de diversas instituições. As doações totalizam 300 kg de roupas e cobertores e 50 kits de higiene pessoal.

“Gostaria de agradecer a todos pela colaboração. A Secretaria de Assistência Social e Cidadania está à disposição para o que precisarem. Estamos realizando a Operação Inverno que busca garantir o atendimento e proteção à vida das pessoas em situação de rua direcionando para os serviços necessários. Além disso, o Centro POP oferece todo acompanhamento necessário para as pessoas em situação de rua com o objetivo de minimizar os impactos causados e resgatar a autonomia”, ressaltou a secretária interina de Assistência Social e Cidadania, Caroline Rocha.

O Centro POP oferece atendimento social para assegurar acompanhamento especializado com o objetivo de resgatar, fortalecer ou construir vínculos interpessoais e/ou familiares. Auxilia, ainda, na construção de outros projetos e trajetórias de vida que resultam em um processo gradativo de saída de rua, articulando com outros serviços existentes na cidade, além de garantir o acesso da população em situação de rua à higiene pessoal por meio de disponibilização de banheiros individualizados com chuveiros.   

O Centro do Voluntariado de Diadema  é formado por diversas igrejas e entidades, como Assembléia de Deus, Quadrangular, Shekiná, Igreja Internacional da Graça de Deus, Associação Abenco, Associação Tabea que contribuíram para esta campanha. “O CVD agradece a Prefeitura de Diadema em nome de todas as entidades por essa oportunidade de nos unir para o bem e contribuir com as pessoas em situação de rua”, declarou o presidente do CDV, Wagner Aparecido.  

“A abertura de espaço é de extrema importância para a realização de ações como essa. Temos cerca de 50 instituições envolvidas no Centro do Voluntariado de Diadema e esse apoio da Prefeitura de Diadema é essencial”, explicou o vereador Sérgio Mano, apoiador do CVD.

Operação Inverno

Durante o período de inverno, de 21/06 a 21/09, as organizações parceiras da SASC (ONG MAI e Transitória Casa do Caminho), que ofertam ao todo 70 vagas em acolhimento noturno, informam diariamente ao Hospital Municipal, Pronto Socorro do Quarteirão da Saúde e SAMU o número de vagas disponíveis para acolhimento.

No inverno, muitas pessoas costumam acionar o SAMU no período noturno ao ver uma pessoa em situação de rua exposta ao frio extremo. Quando acionado, o SAMU se desloca até o local para avaliação e possível remoção para uma unidade hospitalar. Após avaliação clínica, e não havendo questões de saúde que justifiquem a permanência no hospital, o Setor de Transporte Ambulatorial é acionado e realiza a remoção para a unidade de acolhimento.

Pessoas em situação de rua que apresentam questões de saúde mental, ou com doenças infectocontagiosas, ou ainda que estiverem sob efeito de drogas, após avaliação do equipamento de saúde, são encaminhadas para atendimento no Centro Pop, na manhã seguinte ao atendimento na unidade de saúde.

O munícipe que tiver interesse em auxiliar uma pessoa em situação de rua deve orientá-la a procurar o Centro POP. O serviço proporciona vivências para que o usuário alcance autonomia, estimulando, além disso, a organização, mobilização e participação social. Em relação ao acionamento do SAMU, é necessário que o solicitante se aproxime da pessoa em situação de rua e pergunte o que está acontecendo e se deseja ser levada pelo SAMU para atendimento no hospital. Todas as ligações ao número 192 são atendidas pelo telefonista, que registra dados como endereço, telefone, nome do solicitante e do paciente, se possível. Todas as ligações são transferidas ao médico regulador que solicita informações sobre o que está acontecendo com o paciente e informa se haverá o envio de ambulância.

Caso haja o envio de ambulância,  a equipe do SAMU avalia o paciente, que poderá aceitar ou não o transporte ao Hospital ou Pronto Socorro Municipal. O SAMU não pode obrigar qualquer pessoa consciente a passar por atendimento de saúde de urgência ou emergência.

Serviço:

Centro POP

Avenida Alda, 465 – Centro. Tel.: 4053-5267.

Atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Transitória Casa do Caminho (TCC)

Rua Vicente Ádamo Zara, 230 – Centro, Diadema

ONGMAI

Rua Nove de Julho, 50 – Canhema, Diadema

Centro do Voluntariado de Diadema – CVD

Rua Carmine Flauto, 90 – Centro

Fonte: Prefeitura de Diadema