Carlos Magno / Governo do Estado do Rio de Janeiro

Central do Brasil ganhará projeto de revitalização Governo do Estado e Prefeitura do Rio assinaram convênio nesta terça-feira (7/8)

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Estação de trem mais famosa do país, a Central do Brasil ganhará um projeto de revitalização e se tornará um terminal multimodal de alto padrão. Para viabilizar o projeto, o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio de Janeiro assinaram, nesta terça-feira (7/8), um convênio. A revitalização prevê a integração modal e a urbanização da região. O projeto está incluído no acordo de cooperação técnica já firmado pela Secretaria de Estado de Transportes e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), banco de fomento a políticas públicas.

– Estamos tratando dos últimos ajustes com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), já que o prédio da Central do Brasil é tombado. O projeto – que prevê a construção de um shopping center – vai ajudar na revitalização de toda a área do Centro do Rio de Janeiro. A ideia é tornar o local um espaço de integração não apenas modal, mas também social – afirmou o governador Luiz Fernando Pezão.

O projeto para a revitalização da Central – que conta com a participação da Câmara Metropolitana do Rio de Janeiro, do governo estadual – já está sendo executado e tem três fases: análise da situação atual, com a coleta de dados, e diagnóstico, etapa já concluída; produção de cenários e estimativa de custos; e estudo detalhado com um plano de negócios.

– Técnicos do município e do Estado, com o apoio da Agência Francesa de Desenvolvimento, estão elaborando os projetos e vão realizá-los. A Central do Brasil é o ponto capital da cidade, que recebe todos os modais, com exceção das barcas, que ficam ligadas apenas pelo VLT. É uma obra muito maior do que o valor econômico, porque quando as pessoas chegarem à cidade, vão encontrar um Rio de Janeiro remodelado – disse o prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

Para encontrar soluções para a execução da revitalização, foram realizados três workshops com a participação das concessionárias de transportes, como a SuperVia e o MetrôRio, e de diversos órgãos públicos e privados. Em setembro, está previsto um workshop para discussão de alternativas. A previsão é de que a conclusão do projeto seja apresentada em novembro, também em um workshop. 

– A região da Central do Brasil tem uma vocação para a integração multimodal. Não há outro local que agregue tantos meios de transportes, empresas e passageiros. No entanto, trata-se de um espaço público congestionado, cuja reorganização é necessária – ressaltou o secretário estadual de Transportes, Rodrigo Vieira.

 

Ações de curto prazo

Entre os objetivos do projeto estão revitalizar a Central do Brasil através do tratamento do espaço público e da intermodalidade; facilitar o acesso à estação; estabelecer a Central como um polo de atividades, conectando os bairros do entorno; e valorizar a relação do edifício com a composição urbana global, como o Palácio Duque de Caxias e o Campo de Santana.

– A Agência Francesa de Desenvolvimento já prevê ações preparatórias de curto prazo, como a implantação de sinalização e de comunicação visual para informar os passageiros, além da humanização da estação – explicou o diretor-executivo da Câmara Metropolitana, Paulo César Costa.

 

A estação

Na Central do Brasil, passam diariamente em média 600 mil passageiros. A estação é atendida por cinco linhas de trem suburbanos, duas linhas de metrô, um terminal de ônibus municipal, um terminal de ônibus metropolitano, uma linha de VLT e um teleférico.

Segundo pesquisa sobre o perfil dos usuários da região, 66% circulam mais de quatro dias por semana e 68% usam o comércio e os serviços da estação. Mais de 90% das viagens são realizadas por motivo de trabalho, mas apenas 17% dos passageiros usam o trem todos os dias da semana.

Fonte: GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Crédito da foto: Carlos Magno / Governo do Estado do Rio de Janeiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.