Casos de Leptospirose aumentaram mais de 30 vezes, em Petrópolis

Na tragédia de 2011, 35 pessoas morreram por causa da doença.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Após os temporais que atingiram Petrópolis nos últimos meses de março e abril, o município registrou 99 casos prováveis de Leptospirose, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. O número é mais de 30 vezes maior comparado com o mesmo período no ano passado, quando ocorreu apenas três notificações.

Na tragédia de 2011, foram registrados 704 possíveis casos, com 35 óbitos. De acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), nos últimos nove anos, a média de pessoas diagnosticadas com a doença no Estado do Rio, foi 234 por ano.

As autoridades de saúde recomendam que aqueles que tiveram contato com a água ou lama de enchentes e que apresente algum sintoma de Leptospirose (febre, dores de cabeça ou dores musculares), procurem uma unidade de saúde para evitar uma agravação.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.