Casas populares no Carangola ainda é incerteza para quem espera por moradia

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Populares que perderam suas casas ou estão com as mesmas interditadas por quedas de barreiras ou por morar em áreas de risco reclamam a falta de informação sobre o complexo habitacional do Vicenzo Rivetti, no Carangola. Segundo informações, quem está à espera de uma nova moradia ainda não sabe quando acontece o sorteio para as casas que já se encontram praticamente prontas. Toda a documentação necessária já foi entregue e até o presente momento não se sabe quando irão saber quem irá receber as residências.

“A gente fica sem saber o que fazer, não tem posição por parte de ninguém, enquanto isso a gente fica morando de aluguel e a espera de um lugar só nosso”, declara uma Senhora que espera pela sua casa.

As casas estão na fase final porém não se sabe nem quem irá ficar nas residências, uma vez que acontecerá um sorteio entre as pessoas que precisam. “Ainda não sei nem se a casa será sorteada para mim, a gente fica nessa incerteza, quando será a minha vez…”,afirma outro morador.

A Prefeitura afirma que está dando andamento nos processos para finalizar e entregar as casas o mais rápido possível e que as demais empresas envolvidas como a Águas do Imperador e a AB Construtota também destacam que estão na reta final para a entrega. “A prefeitura trabalha para que a entrega das unidades seja feita o mais breve possível e neste sentido o município trabalha para concluir as obras de infraestrutura de entorno o quanto antes. A Águas do Imperador já iniciou as obras e vai implantar 1,3 km de rede coletora de esgoto e instalar uma elevatória do Caetitu até a ETE Corrêas. Já a AB Construtora, responsável pela construção das unidades habitacionais, fará 1,4 km de rede e irá construir mais uma elevatória desde o condomínio até o Caetitu”.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

1 comentário
  1. Marcos Diz

    Essas obras só Jesus, não saem nunca se as pessoas dependessem mesmo de morar aí estariam enrolandas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.