Casas do Vila Rica são invadidas pela água da chuva e muita lama

Técnicos da Defesa Civil e Assistência Social estão no local
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Esta segunda-feira (16) está sendo aterrorizante para alguns moradores dos bairros Vila Rica e Pedro do Rio, em Petrópolis. Residências foram invadidas pela água da chuva e consequentemente por muita lama, causando transtornos para muitas famílias.

Moradores de algumas casas da Rua Santa Edwiges, por exemplo, perderam móveis e utensílios e estão sem poder voltar para suas casas. Um membro de uma das famílias relatou que não conseguirá dormir em casa e está procurando abrigo em colégio ou um local onde possa passar a noite, com o objetivo de se precaver de deslizamentos e novos alagamentos durante a madrugada.

De acordo com uma outra moradora do Pedro do Rio, uma manilha que passa próximo da Rua Vereador Carlos Canedo, em Pedro do Rio, teria se rompido por falta de manutenção, o que pode ter causado a inundação nas redondezas.

Agentes da Defesa Civil foram deslocados para o local. A Prefeitura de Petrópolis, através da Secretaria de Defeca Civil e Ações Voluntárias emitiu um boletim relatando sobre algumas ocorrências, inclusive sobre situação das famílias desalojadas no Vila Rica.

“A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou sete ocorrências nas últimas horas. Foram observados pontos de alagamento na Rua Coronel Veiga, na Mosela e ainda a queda de uma árvore na Castelânea. As situações mais graves aconteceram em Pedro do Rio e Vila Rica, com um grande volume de água atingindo alguns imóveis. Técnicos da Defesa Civil e Assistência Social estão no local dando todo suporte para duas famílias que ficaram desalojadas em Vila Rica. Equipes da Comdep também foram deslocadas para realizar a limpeza da localidade. Não houve protocolo para o acionamento de nenhuma sirene até o momento”, disse a prefeitura.

“O maior índice de chuva foi registrado na Duarte da Silveira, 27 milímetros em 1 hora”, complementou o Município.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.