Casal que tomou 4 doses da vacina em Minas Gerais pode pagar Indenização de R$ 1 milhão

Os promotores de justiça acusam os dois de estelionato e pedem uma indenização de no mínimo R$ 500 mil para cada um.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Um casal que tomou 4 doses da vacina contra a Covid-19 no município de Viçosa, em Minas Gerais, foi indiciado pelo Ministério Público (MP). Os promotores de justiça acusam os dois de estelionato e pedem uma indenização de no mínimo R$ 500 mil para cada um.

A investigação do casal começou quando a Coordenação de Atenção Primária em Imunização e Campanha da Secretaria Municipal de Saúde de Viçosa avisou o MP sobre o registro da vacina irregular. Ao todo, um homem de 69 anos e sua esposa de 73, tomaram 4 doses cada um da vacina, primeiro eles foram imunizados com duas doses da CoronaVac ainda em Viçosa, e posteriormente tomaram duas doses do imunizante Oxford-AstraZeneca no Rio de Janeiro.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.