Termina, nesta sexta-feira (18.05), o prazo para os beneficiários do Cartão Imperial, moradores do São Sebastião, Castelânea, Valparaíso (Chapa 4), Mosela e Bataillard, realizarem o recadastramento. A atualização está sendo feita no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Centro, localizado na Rua Dr. Sá Earp, nº 39, das 9 às 16h. Noventa e seis beneficiários ainda não fizeram o recadastramento.

A meta da prefeitura é manter ativo o benefício dos que comprovarem a situação de vulnerabilidade social, de insegurança alimentar e/ou nutricional para manter o recebimento de R$ 70 mensais. A secretária de Assistência Social, Denise Quintella, anuncia que as convocações dos beneficiados estão sendo realizadas junto aos Centros Comunitários, unidades de Saúde e igrejas das regiões.

“Prorrogamos o prazo como forma de dar mais uma oportunidade para quem não buscou o CRAS, que o fizesse com tranquilidade. Mesmo com a proximidade do fim do prazo, continuamos mobilizando as equipes para que liguem para os beneficiados, além da integração com as agentes de saúde e líderes comunitários para que todos compareçam no CRAS e não corram o risco de perder o benefício”, afirma Denise Quintella.

Denise Quintella informa que as famílias que não se recadastrarem terão inicialmente o benefício bloqueado por 30 dias. Atualmente, o município conta com 4.100 pessoas com os cadastros atualizados e ativos e 1.530 usuários já foram desligados do programa por não comprovarem a situação de vulnerabilidade social, de insegurança alimentar e/ou nutricional.

“O desligamento não é automático. Primeiro, o benefício é bloqueado, então a família que não conseguir usar o benefício deve procurar atendimento no CRAS mais próximo de sua residência ou o atendimento junto à Secretaria localizada no Centro Administrativo da prefeitura na Avenida Barão do Rio Branco para avaliar o cadastro”, afirma Denise Quintella.

 

 Como se recadastrar? 

O recadastramento do Cartão Imperial garante o recebimento do benefício aos atendidos que estejam dentro dos critérios do programa, ou seja, que comprovem situação de vulnerabilidade social e estejam devidamente cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Caso a família não atualize os dados, o benefício é inicialmente bloqueado para que a pessoa entre em contato com a Secretaria de Assistência Social para regularizar o cadastro.

A Secretaria de Assistência Social disponibiliza uma equipe para convocar as famílias por telefone. Para fazer o recadastramento, o usuário deve levar documento de identificação, CPF, comprovante de residência, carteira de trabalho ou comprovante de renda, certidão de nascimento dos filhos menores, comprovante de escolaridade e carteira de vacinação dos menores de 10 anos. 

Pessoas com deficiência ou portadores de doença crônica devem apresentar laudo ou comprovante de acompanhamento médico. Em casos de dúvidas, os moradores podem entrar em contato pelos telefones (24) 2233-8109 e 2233-8110.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Crédito da foto: Divulgação / Ascom PMP