Câmara Municipal de Petrópolis economiza R$ 3,8 milhões e repassa à Prefeitura

A proposta é que 2,8 milhões sejam encaminhados à Secretaria de Saúde do município, para investir no combate à Covid-19.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na noite da última quarta-feira (05), a Câmara Municipal de Petrópolis devolveu ao Poder Executivo o valor de três milhões e 800 mil reais, recurso economizado pela Casa Legislativa desde meados do ano passado. A entrega foi feita ao prefeito, Hingo Hammes, em sessão plenária, através de um cheque simbólico.


A proposta é que 2,8 milhões sejam encaminhados à Secretaria de Saúde do município, para investir no combate à Covid-19. “Vivemos um momento de solidariedade, no qual o Poder Legislativo também tem suas responsabilidades com relação à cidade. Nosso o foco agora é a questão da pandemia e o bem-estar da população. Por isso, nosso esforço máximo é economizar e ser o mais transparente possível com os petropolitanos”, comenta Fred Procópio.


Ainda segundo o presidente da Câmara, houve uma conversa com o prefeito e os Secretários de Governo para definirem as pautas prioritárias para possível alocação do dinheiro público. A Secretaria de Obras irá receber 450 mil reais, sendo 150 mil para manutenção de veículos e 300 mil para compra de material de construção. Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico terá 150 mil reais para oferecer 60 bolsas de estudo para o curso de formação de programadores de software, do projeto Serratec. Duzentos mil reais serão encaminhados ao SSOP, para ampliar o número de câmeras de segurança da cidade e outros 200 mil irão para a CPTRANS, para a compra de material de sinalização de trânsito e para a construção de abrigos de ônibus.


Na ocasião, o prefeito, Hingo Hammes, agradeceu a devolução dos recursos e explicou que o direcionamento do valor à saúde teve total acompanhamento e fiscalização da Câmara de Vereadores. “Em um momento de pandemia, temos que atuar de forma rápida e cumprir com todas as obrigações, como por exemplo, a demanda de medicamentos, de recursos humanos, de leitos e tudo que envolve a crise sanitária. Por isso, entregamos a maior parte do dinheiro à Saúde. Temos que criar a rotina no parlamento de sempre devolver ao Executivo um valor que não for utilizado. Isso mostra seriedade no trabalho”, afirma.

Por fim, Hingo Hammes convocou um minuto de silêncio em homenagem às mais de mil vítimas do Covid-19 em Petrópolis.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.