Câmara aprova proibição a canudinhos de plástico no Rio

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Os canudinhos de plástico vão ser banidos de bares, restaurantes e quiosques do Rio. A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira, em segunda discussão, o projeto de lei, de autoria do vereador Jairinho (MDB), que obriga estabelecimentos comerciais a usar canudos de papel biodegradável. Os que forem recicláveis, de forma individual, também serão permitidos. A medida agora seguirá para sanção ou veto do prefeito Marcelo Crivella.

Quem descumprir a nova lei será multado em R$ 3 mil, valor que será dobrado em caso de reincidência. Uma petição virtual, criada pela ONG Meu Rio para pressionar os vereadores a votar a favor do projeto, recebeu mais de 4.500 assinaturas.

Segundo a ONG, dez países já aboliram o uso dos canudos de plástico. O Rio será a primeira cidade no Brasil:

É bom lembrar que a pessoa não vai ficar sem o canudinho. Ele só vai passar a ser feito de material sustentável, biodegradável — diz João Senise, coordenador de mobilização da Meu Rio.

O texto já havia sido aprovado na quarta-feira, em primeira discussão. O único vereador a votar contra foi Leandro Lyra, do Partido NOVO.

Fonte: Extra

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Museu da Justiça reabre com exposição sobre epidemias no Rio de Janeiro

A mostra relembra e conta as principais epidemias e desafios da saúde pública na cidade do Rio, desde a época colonial até os dias atuais, a partir de documentos judiciais, dados, fotos, charges e notícias de cada época, elaboradas e pesquisadas pela equipe museológica da Diretoria-Geral de Comunicação e de Difusão do Conhecimento (DGCOM) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

1 comentário
  1. ALDA FIDIDES ALVES Diz

    Acho ótimo, nossas cidades brasileiras são uma sujeira só. Uma vergonha . Isso é quase nada, mas já é um começo acho que também poderia estender para todos os descartáveis.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.