“As pessoas têm que saber! Foi assim que o artista plástico Marzio Fiorini descreveu o trabalho da terapeuta capilar Marcia França. Há anos ele vinha perdendo os cabelos e quando chegou ao consultório da profissional, em agosto deste ano, já estava ficando calvo. Além disso, os poucos fios que restavam eram muito ralos. O artista, que aumentou consideravelmente às visitas à Petrópolis nos últimos meses só para dar continuidade ao tratamento, afirma que mesmo após poucas sessões está muito satisfeito com os resultados.

“Eu costumo dizer que sou um ex careca! Estou com muito cabelo e tomo susto todas as manhãs ao me olhar no espelho. É muito cabelo! Sinto como se demorasse para me reconhecer. Depois de tanto tempo perdendo os cabelos finalmente conseguir começar a reverter esse processo tão frustrante, praticamente uma imposição, as vezes ainda me parece um sonho. Definitivamente a terapia capilar é responsável por recuperar parte da minha autoestima que andava um pouco baixa, por conta da calvície”, contou animado.

A perda de cabelo é um problema originado por diferentes fatores e que atinge homens e mulheres. A alopecia afeta diretamente a autoestima de quem é acometido com ela, e conseguir mudar esse cenário não é uma tarefa fácil. É ai que entram a Terapia Capilar e a Tricologia, ciências que tratam a alopecia – patologia, que apesar de não ter cura, pode ser tratada.

Quem ficou ainda mais encantada com o resultado foi a própria profissional. “O caso do Marzio é impressionante! Estou acostumada a ver bons resultados, e sei que cada um tem seu tempo e processo individual de recuperação dos fios. Mas eu tinha dado uma previsão inicial de no mínimo quatro meses para que os resultados começassem a surgir. Mas para a minha surpresa, com não mais que cinco sessões, ele já ficou com o couro cabeludo quase todo coberto”, afirmou a terapeuta capilar.

Ainda de acordo com a profissional o bom resultado do paciente está ligado a uma série de fatores. O artista plástico se mostrou muito disciplinado ao longo do tratamento, e fez o uso correto da loção e dos xampus prescritos. Isso aliado às sessões com argila vulcânica e outros ativos naturais fez com que Marzio ganhasse a chamada massa capilar, ou seja, os fios que antes estavam rareados ganharam força e espessura. Além disso, novos cabelos começaram a nascer, por conta da desobstrução dos bulbos capilares. O uso de equipamentos que estimulam o crescimento dos fios também auxiliou no processo, que teve um ótimo resultado.

“O estilo de vida das pessoas também influi bastante! Quem faz atividades físicas e se alimenta de forma saudável com certeza absorve melhor o tratamento. O emocional é outro ponto importante, e como o Marzio é extremamente otimista em tudo que faz, o resultado dele tem sido cada vez melhor. Por isso, poder ajudar uma pessoa como assim tem sido maravilhoso. Ainda mais por ser uma figura pública que precisa tirar inúmeras fotografias, e já se sentia, segundo me relatou, incomodado em ver como estava calvo nas fotos”, disse Marcia França.

Marzio criou as famosas joias de borracha, que são vendidas em 15 países, e recebeu muitos prêmios internacionais, entre eles o Etoile de Mode do Éclat de Mode de Paris e o EFF Innovation Award 2011 da Inglaterra.

Saiba mais

Segundo a terapeuta capilar e tricologista, Marcia França, é comum perder em média de 50 a 100 fios de cabelo por dia. O problema é quando a queda ultrapassa essa quantidade, e ainda surge a dificuldade de nascimento de novos fios por conta da obstrução dos bulbos capilares. O não nascimento de novos fios é o que de fato causa o aparecimento de falhas no couro cabeludo, e afinamento do cabelo, ou seja, a perda da massa capilar.

Os motivos para isso acontecer são diversos: excesso de seborreia, utilização de químicos pesados, células mortas, poluição, excesso de xampus e/ou condicionadores, entre outros. “Tudo isso forma uma espécie de massa (crosta), que tampona o bulbo capilar deixando-o obstruído. Com o passar do tempo, e sem o tratamento adequado, isso resulta na falência do bulbo, e impossibilita permanentemente o nascimento de novos fios de cabelo nas áreas afetadas”, explicou.

O tempo é um dos principais inimigos de quem sofre com perda de cabelo e não faz nenhum tipo de tratamento para estagnar a queda, e/ou estimular o crescimento de novos fios.  “Depois de um tempo o cabelo fica ralo, fino, frágil e como consequência surgem às falhas no couro cabeludo. Em muitos casos, o resultado desse processo causa baixa autoestima nas pessoas”, contou Marcia França.