Foto: Divulgação

Café do Trabalhador completa um ano e alcança marca de 15 mil refeições distribuídas diariamente

Governo do Estado já inaugurou quatro novos polos neste mês de julho
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Pão com manteiga, café – com leite ou puro – e fruta. Há um ano, milhares de kits de café da manhã, com esses alimentos, são distribuídos diariamente em todo o estado do Rio. A primeira refeição do dia é oferecida à população fluminense por apenas 50 centavos. O Café do Trabalhador, programa da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, faz parte da política de combate à fome promovida pelo governo. O objetivo é fornecer um café da manhã balanceado e nutritivo para os trabalhadores que estão a caminho de suas jornadas diárias.
– O bem-estar da população é uma das prioridades da nossa gestão. O Café do Trabalhador veio como um reforço na alimentação de milhares de fluminenses que saem todos os dias para trabalhar e muitas vezes não têm o que comer ou precisam economizar o dinheiro da refeição – afirmou o governador Cláudio Castro.
É o caso da Katia Silva de Caldas, de 51 anos, moradora do bairro Mundo Novo, em Magé, que trabalha como prestadora de serviço na limpeza urbana na cidade, e quase sempre sai sem tomar o café da manhã. No dia da inauguração no município, que aconteceu esta semana, ela esteve no Café do Trabalhador e aprovou a iniciativa:
– Eu acho uma beleza, eu saio corrida de casa sem conseguir tomar o meu café, às vezes não tenho dinheiro pra comprar e fico sem comer até o almoço. Esse projeto é uma boa. Hoje mesmo meu colega não tomou café, veio aqui tomar comigo. Nota 10 – disse Katia.
Desde o início do ano 14 polos foram inaugurados no estado. Só no mês de junho, cinco cidades foram contempladas e receberam o Café do Trabalhador:  Resende, Porto Real, São Pedro da Aldeia, Japeri e Miguel Pereira. Já agora em julho, Magé, Nilópolis, Tanguá e Belford Roxo ganharam novos polos. Com as novas instalações, o Governo do Estado soma 15 mil refeições distribuídas, por dia, em 43 locais do território fluminense.
– O Café do Trabalhador garante uma refeição digna para os trabalhadores e para a população mais vulnerável. Só na nossa gestão já foram entregues onze polos. E não vamos parar, nossa meta é uma política pública que garanta o combate à fome em nosso estado – ressaltou Rosangela Gomes, secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Café do Trabalhador
O Café do Trabalhador funciona em locais próximos a áreas de concentração de usuários de transporte público. Além dos kits, também são fornecidos: guardanapo, mexedor descartável, sachês de açúcar ou adoçante. Os itens são armazenados em sacola plástica para o transporte seguro. Em cada unidade, os horários de funcionamento variam de acordo com a região onde estão localizados.
A previsão do Governo do Estado é instalar novas unidades ao longo do mês de julho. Para as Baixadas Litorâneas, que já contam com um polo em Rio das Ostras, está prevista a abertura de mais uma unidade, desta vez em Cabo Frio.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.