Cães da Guarda Civil passam por treinamento em área de escombros

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Dois cães da Guarda Civil fizeram um treinamento em uma área rochosa próximo ao túnel do Quitandinha, na BR-040. A atividade teve o objetivo de simular um cenário de escombros e com grau de dificuldade para atuação tanto do animal quando do agente condutor do cachorro. Esse tipo de treino é importante para preparar toda equipe que vai participar de eventual busca por vítimas de deslizamentos e também na procura de entorpecentes.

“Os cães têm sido cada vez mais utilizados como uma ferramenta importante para a segurança de Petrópolis e eles serão vistos ainda mais em operações contra drogas na cidade e para ajudar em resgates em casos de deslizamentos”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

A área fica próxima ao posto de trabalho da Polícia Rodoviária Federal, que foi informada sobre a atividade. O pastor belga-malinois, Turbo, que está sendo preparado para a detecção em escombros, e a pastora holandesa Scolt, que já trabalha na busca por drogas, participaram do treinamento.

“O treinamento foi muito bom porque nós tivemos a oportunidade de encontrar um cenário mais próximo do que realmente vamos encarar durante o trabalho. É um treinamento tanto para o cão quanto para o agente, já que os dois vão ter que aprender a lidar com situações específicas que vão encontrar em cada local”, explicou o coordenador técnico do canil da Guarda Civil, Leandro Lopes.

A intenção é que treinos com esse grau de dificuldade ocorram pelo menos duas vezes por semana. Além disso, o objetivo é encontrar outros cenários que ajudem a preparar cães e agentes para lidar com diferentes ambientes e situações. Durante a atividade, os cães tiveram que procurar recipientes com compostos químicos que simulam o odor tanto de cadáver quando de entorpecentes.

Operação contra o tráfico de drogas no Alto da Serra

Os treinamentos são importantes para deixar cães e agentes prontos para o trabalho, como aconteceu na última quinta-feira (11.01). A cadela Scolt foi utilizada em uma operação em conjunto com a Polícia Militar contra o tráfico de drogas no Morro da Oficina, no Alto da Serra. Ela fez uma busca na localidade conhecida como “Pedreira” e ajudou a encontrar três rádios, seis carregadores para rádio e fones de ouvidos enterrados em uma mata, que seriam utilizados por traficantes, de acordo com a PM. Todo material foi levado para a 105ª DP, no Retiro.

“O canil da Guarda está sempre preparado para quando for solicitado para participar de operações em conjunto com PM e para contribuir ainda mais com a segurança do nosso município”, destacou o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.