Reprodução da internet

Bruce Lee faria 79 anos se estivesse vivo

O ator norte americano Bruce Lee faria 79 anos de idade, nesta quarta-feira (27), se estivesse vivo. O artista, ator, lutador de artes marciais, filósofo e cineasta faleceu no dia 20 de julho de 1973 após se queixar de uma dor de cabeça. Os médicos diagnosticaram um edema cerebral.

A ocorrência da sua morte foi misteriosa e ocorreu quando ele tinha apenas 32 anos. Bruce já era um mito das artes marciais e estava prestes a se consagrar no cinema, já que “Operação dragão”, seu primeiro filme produzido por um estúdio de Hollywood, estrearia em Hong Kong seis dias depois da sua morte.

Conheça um pouco da história de Bruce Lee

Bruce Lee nasceu em São Francisco, na Califórnia, mas três meses depois do seu nascimento, seus pais decidiram voltar para Hong Kong onde Lee cresceu e viveu lá até o fim de sua adolescência. Seu pai se chamava Lee Hoi-Chuen, e sua mãe, Grace Ho. Bruce foi o quarto de cinco filhos. Por seus pais serem artistas da Ópera Chinesa, Bruce atuou em vários filmes chineses durante sua infância.

Desde cedo, Bruce Lee treinava tai chi e kung fu com seu pai. Também aprendeu wing chun dos 13 aos 18 anos com o famoso mestre Yip Man, tendo sido apresentado ao estilo pelo seu amigo William Cheung em 1954. Como em muitas das escolas de artes marciais na época, os alunos eram ensinados por outros alunos mais graduados, mas Yip Man começou a treinar Lee em particular após alguns alunos se recusarem a treiná-lo, pelo fato de que sua mãe não ser etnicamente pura (o avô materno de Bruce era alemão e sua avó chinesa) e a maioria dos chineses naquele tempo se recusavam a ensinar artes marciais aos ocidentais e aos mestiços.

Aos 18 anos de idade, Bruce Lee foi para os Estados Unidos, com cem dólares no bolso e 2 títulos de campeão de Boxe de 1957 e 1958 de Hong Kong. Depois de viver em São Francisco por vários meses, ele se mudou para Seattle no outono de 1959 para continuar seus estudos.

Lee atuou seu primeiro papel principal em O Dragão Chinês (1971), que foi um enorme sucesso de bilheteria em toda a Ásia e o lançou ao estrelato. Logo em seguida, atuou em A Fúria do Dragão (1972), que quebrou os recordes de bilheteria anteriormente estabelecidos pelo Dragão Chinês.

O terceiro filme em que Lee atuou foi Voo do Dragão (1972), além do papel principal, Bruce Lee produziu todo o filme, foi o escritor, coreógrafo das cenas de luta e o diretor.

No final de 1972, Lee começou a trabalhar em seu quarto filme, O Jogo da Morte, mas a produção foi interrompida quando a Warner Brothers ofereceu a oportunidade de Lee estrelar em Operação Dragão, o primeiro filme a ser produzido em conjunto pela Golden Harvest e a Warner Bros. Este filme seria o foguete de Lee para a fama na Europa e nos Estados Unidos.

Em 10 de maio de 1973, Lee desmaiou no estúdio Golden Harvest, enquanto fazia o trabalho de dublagem para o filme Operação Dragão. Ele sofreu convulsões e dores de cabeça e foi imediatamente levado para um hospital de Hong Kong. Nesta ocasião ele já havia sido diagnosticado com um edema cerebral. Esses mesmos sintomas que ocorreram foram repetidos no dia da sua morte.

Apenas alguns meses após a conclusão do filme e 6 dias antes do seu lançamento em 26 de julho de 1973, Lee morreu misteriosamente. Posteriormente, Operação Dragão se tornaria uma das maiores bilheterias do ano e Lee uma lenda das artes marciais.

Crédito da foto: Reprodução da internet

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment