Os brasileiros Mateo Reyes e Ana Paula Melilo venceram o triangular final do Roland Garros Junior Wild Card Competition by Longines, neste sábado, e conquistaram o sonhado wildcard para disputar a chave principal juvenil do Grand Slam parisiense.

Ana Paula foi a primeira a garantir vaga ao vencer a chinesa Cao Xue por 7/6 (0) e 6/2 e, em seguida, ganhar da indiana Shrivalli Bhamidipaty por 7/5 e 6/4.

“Os dois jogos foram bem duros. No primeiro, senti bastante a pressão, a quadra era bem no meio das duas centrais, então passava muita gente. Era diferente. Mas consegui me manter focada”, afirmou a atleta da Juninho Tennis, de Santo André, que agora quer alçar voos maiores. “É uma sensação muito boa, de dever cumprido, mas agora tem a chave principal que também dá para sonhar um pouco. É um torneio maravilhoso e saber que vou ter a chance de ficar mais tempo aqui será uma experiência muito boa. Agora na chave vou jogar solta, não tenho a obrigação e acho que dá para surpreender”, projetou a tenista de 17 anos.

Mateo completou a festa brasileira ao passar pelo indiano Siddhant Banthia com um duplo 6/3 e sacramentou a conquista ao vencer o chinês Zhou Xinmu por 6/4 e 6/2.

“É um sentimento muito bom. Fiquei muito feliz com a vitória, tanto de ter ganhado o Roland Garros Junior Wild Card Competition no Brasil como aqui em Paris. Foi uma conquista muito grande para mim. Estou emocionado por disputar a chave principal de Roland Garros”, resumiu o equatoriano naturalizado brasileiro que treina na ADK Tennis, em Itajaí-SC. “Nunca joguei um Grand Slam. Agora só tenho a ganhar, experiência, tentar aumentar meu nível de tênis ao longo das semanas aqui e aproveitar o máximo”, ressaltou o tenista de 17 anos.

Os dois ganharam a chance de disputar a fase decisiva na quadra 6 de Roland Garros ao vencerem as eliminatórias realizadas no Pampulha Iate Clube, em Belo Horizonte, em abril. Este foi o quarto ano consecutivo que os jovens tenistas brasileiros tiveram a chance de disputar o Roland Garros Junior Wild Card Competition (ex-Rendez-Vous à Roland Garros), através de uma parceria entre a Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis.

“É um caminho para tenistas como eu, por exemplo, que não tive muitas chances de jogar torneios ITF e não consegui ter ranking para jogar o quali. Meu melhor ranking foi 300, mas eu sabia que tinha condições. Chega um momento que você tem quem viajar muito para ter o ranking, então é importante porque faz com que pessoas que têm talento e não tem condições de viajar muito possam jogar torneios grandes”, avaliou Ana Paula. “É um marco, nunca ganhamos masculino e feminino juntos, então isso mostra que o nosso tênis está bem forte”, ressaltou.

“A CBT trazer esse evento para o Brasil é muito bom porque dá mais uma oportunidade para os tenistas brasileiros conquistarem o sonho de jogar um Grand Slam, que não é fácil e poucos conseguem”, concordou Mateo.

Os dois agora irão disputar a chave principal de Roland Garros Junior a partir do dia 3 de junho. “Ficamos muito satisfeitos com o resultado de nossos tenistas, pois esse torneio representa uma grande oportunidade para os nossos juvenis, através de uma parceria firmada com a Federação Francesa de Tênis. Neste ano irei propor uma ampliação desta parceria com a FFT”, revelou o presidente da CBT, Rafael Westrupp.

A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio dos Correios e o co-patrocínio da Wilson, Peugeot e Companion SPORTS. Apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Ministério do Esporte. Siga tudo sobre a CBT em www.cbtenis.com.br, www.facebook.com/cbtoficial, www.twitter.com/cbtenis, www.instagram.com/cbtoficial e www.flickr.com/cbtenis.