A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) fechou parceria para a instalação, no país, de centro de P&D da Hyperloop Transportation Technologies (HTT). O objetivo é desenvolver sistema de transporte de carga de altíssima velocidade, capaz de atingir 1,2 mil quilômetros por hora. Localizado em Contagem (MG), será o primeiro centro de P&D da companhia no mundo focado em transporte de carga e logística. Na próxima segunda-feira (9), o CEO da HyperloopTT, Bibop Gresta, e o presidente da ABDI, Guto Ferreira, assinam, em Brasília, memorando de entendimento para a consolidação da parceria. Antes da assinatura, na sede da ABDI (SIG Quadra 4 – bloco B), Gresta fará a palestra “The future of transportation now”. O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, participa da cerimônia, que começa às 9h30min.

Gresta é co-fundador e presidente da HyperloopTT, primeira companhia a iniciar o desenvolvimento do Hyperloop, sistema de transporte por tubos, com cápsulas que transportam pessoas e carga numa velocidade próxima à do som. O sistema foi idealizado pelo empresário Elon Musk, dono da Tesla e do SpaceX.

O sistema de transporte da Hyperloop, que funciona sobre plataformas elevadas, foi desenvolvido para funcionar sem o atrito e a resistência do ar, permitindo que as cápsulas se movimentem mais rapidamente que um avião, sem gastar muita energia. As tecnologias envolvidas no Hyperloop são levitação magnética para as cápsulas e bombas de vácuo para tirar quase todo o ar dos tubos.

A ABDI vai aproximar a Hyperloop de instituições de pesquisa brasileiras para desenvolver tecnologias e alternativas ao nosso sistema atual de transporte de carga, baseado em rodovias, que acarreta num custo elevado para o país. Transporte e logística são gargalos importantes que o Brasil precisa resolver para impactar positivamente o conjunto da economia”, diz o presidente da ABDI, Guto Ferreira.

Presidente da ABDI, Guto Ferreira

Sobre a ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial
A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) surgiu no momento de retomada das políticas públicas de incentivo à indústria, em 2004, e se legitimou com órgão articulador dos diversos atores envolvidos na execução da política industrial brasileira. Em mais de uma década de atuação, sob a supervisão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a ABDI é a agência de inteligência do governo federal para o setor produtivo e oferece à indústria completa estrutura para a construção de agendas de ações setoriais e para os avanços no ambiente institucional, regulatório e de inovação no Brasil, por meio da produção de estudos conjunturais, estratégicos e tecnológicos.