Brasil define seleção para disputa da Global Cup na Austrália Cinco países estão na briga pelo título de melhor do mundo no esporte de montaria em touros

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Brasil está pronto para disputar a segunda edição da Global Cup, marcada para os dias 9 e 10 de junho, em Sydnei, na Austrália. Organizado pela PBR (Professional Bull Riders), o torneio reúne os cinco países cujo esporte de montarias em touros tem mais popularidade e que possuem atletas no ranking mundial da modalidade.

O comando da equipe está sob a experiência de Renato Nunes, que em 2010 levantou o título de campeão mundial pela PBR, colaborando para os nove títulos brasileiro em 25 anos de disputas nas arenas americanas.

Para encarar os dois dias de disputas, Nunes apostou em um time jovem e com muita garra. Dos oito atletas convocados, seis estão entre os dez melhores do mundo na atualidade, incluindo os três últimos campeões do Monster Energy PBR, campeonato realizado todos os anos em arenas pelo Brasil.

“Os atletas foram escolhidos de acordo com o desempenho, os melhores seguem nas primeiras colocações do ranking mundial da PBR”, conta o treinador Renato Nunes.

Os convocados
Nascido no Acre, Ramon de Lima é o atual líder do Mundial da PBR e tem uma média de 54,55% de aproveitamento. Dos 44 touros que encarou até agora, parou em 24 deles, e acumula 1740 pontos.

Na sequência vem o campeão brasileiro de 2015, Luciano Henrique de Castro. O atleta tem 1700 pontos e um aproveitamento de 55,88%. Castro foi o primeiro atleta nesses 25 anos de campeonatos da PBR a conquistar três títulos em uma mesma final: Campeão Nacional, Campeão da Etapa e Revelação do Ano.

O quarto colocado no ranking mundial também é brasileiro e está entre os convocados. Cláudio Montanha Junior tem 1535,83 pontos e um aproveitamento de 48,89%.

Eduardo Aparecido é o quarto colocado no mundial e um dos grandes nomes do esporte na atualidade. O atleta foi um dos três primeiros a compor a Seleção Brasileira pelo seu desempenho na temporada 2017, já que chegou a liderar por várias etapas o Mundial.

Outro que tem vaga garantida na Seleção é Dener Barbosa, campeão brasileiro em 2016. Barbosa é um dos atletas com maior índice de aproveitamento na temporada atual, com 71,05% (devido a uma lesão em março, o atleta caiu duas posições no ranking mundial, mas chegou a registrar aproveitamento de 85%).

José Vitor Leme também está na lista de convocados. Ex-jogador de futebol, ele é atualmente um dos atletas mais queridos pelos fãs de montarias em touros. Campeão brasileiro em 2017, ele se igualou a Luciano de Castro ao conquistar três títulos em uma mesma etapa, e ainda foi o Rookie of The Year (Revelação do Ano) nos Estados Unidos.

Outro grande nome do esporte e que vai defender o Brasil é Kaique Pacheco. Por dois anos seguidos, o atleta foi vice-campeão mundial e figura entre os atletas com maior destaque nesta modalidade.

Finalizando o time, está o experiente Guilherme Marchi, campeão mundial pela PBR em 2008, e o atleta com maior número de paradas em touros em todo o mundo (Marchi tem mais de 650 paradas). Marchi será alternate (reserva) e estará à disposição do técnico caso alguém se lesione.

Sobre a PBR
Fundada em 1992, a PBR (Professional Bull Riders) é a maior organização mundial de montaria em touros e um fenômeno desportivo global, presente nos Estados Unidos, Brasil, Canadá, México e Austrália. A empresa foi constituída pela união de 20 competidores, que acreditaram no sonho em comum e o tornaram realidade.

Hoje, as transmissões da PBR atingem mais de meio bilhão de domicílios em 40 nações e territórios pelo mundo e levam milhões de pessoas nas 250 etapas por onde passa no mundo, como em Las Vegas, nos Estados Unidos, e Barretos, no Brasil.

O mundial da categoria é o 25th PBR: Unleash the Beast, responsável por reunir 35 dos melhores atletas da modalidade, de diferentes nacionalidades, que viajam por todo o Estados Unidos disputando etapas em busca de pontos para o tão sonhado título e do milionário prêmio de US$ 1 milhão de dólares.

No Brasil, a PBR está presente desde 2006, promovendo campeonatos nas arenas dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná. Suas principais etapas são realizadas dentro dos maiores eventos agropecuárias e rodeios nessas regiões.

A PBR faz parte da rede Endeavor (anteriormente WME | IMG).

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.