Na noite de ontem, no Estádio Nilton Santos, o Botafogo abriu o campeonato carioca enfrentando a Portuguesa da Ilha, de um lado uma equipe que foi eliminada da quarta divisão e vinha treinando desde novembro, quando o glorioso ainda brigava por vaga na Libertadores, no campeonato brasileiro.

O tempo de preparação mais longo ajudou muito a Portuguesa, que explorou os contra-ataques e jogadas aéreas, numa delas, após cobrança de escanteio, Sassá abriu o placar para a lusa, no início da primeira etapa e para piorar a noite botafoguense, o autor do primeiro gol lusitano marcou mais um após chute da intermediária e falha de Jefferson, goleiro e um dos maiores ídolos botafoguenses, que mesmo com o erro foi aplaudido e poupado da vaias e manifestações dos torcedores.

Na segunda etapa, o Botafogo tinha que lutar contra dois adversários, o placar adverso imposto pela Portuguesa e o cansaço de um time que sequer teve 15 dias de pré-temporada, foram apenas 12 dias de preparação para encarar a competição estadual, se um erro ajudou o adversário na primeira etapa, o mesmo ajudou o Botafogo a diminuir seu prejuízo, Romarinho botou a mão da bola após errar uma cabeçada e o juiz marcou pênalti para o alvinegro, Brenner converteu e diminuiu a diferença.

A partir daí o Botafogo cresceu muito, principalmente o meio de campo, que foi o pior setor do time na primeira etapa, João Paulo e Luiz Fernando, que estreava pelo clube na noite de ontem, cresceram de produção e com isso a lusa foi recuando cada vez mais até que aos 48 da etapa final, Marcus Vinícius empatou para o Botafogo, quando vaias e protestos já vinham das arquibancadas do Nilton Santos.

A torcida pede mais reforços e jogadores mais qualificados, jogadores e o técnico estreante Felipe Conceição atribuem tudo isso, ao fato do time ter deixado escapar a vaga para a Libertadores deste ano no final do campeonato brasileiro de 2017 e isso ainda revolta a torcida, para o jogo de abertura do campeonato, compareceram 4725 torcedores.

Uma novidade lançada no campeonato carioca na noite de ontem, foram a permissão para que até cinco atletas fossem substituídos, em vez de 3 como é habitual na maioria das competições nacionais e internacionais, só que são permitidos apenas 3 blocos de alterações, sendo que, substituições no intervalo também contam para o bloco de mexidas no time.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o clássico Vovô, onde seu rival será o Fluminense, o jogo está previsto para sábado(20/01) ás 17 horas no Maracanã, já a Portuguesa jogará em casa contra o Madureira, o jogo será realizado no mesmo dia do clássico, com início ás 16 horas, no estádio Luso-Brasileiro.

(imagem retirada do site Gazeta Esportiva)