Vale Informar

Barragem em Minas Gerais entra em alerta máximo

Técnicos da Agência Nacional de Mineração acompanham o caso.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A empresa de mineração AngloGold Ashanti estabeleceu alerta de nível 1 para uma de suas barragens, CDS II, localizada no município de Santa Bárbara, em Minas Gerais. A informação foi divulgada neste sábado (8), após vistoria preliminar realizada na sexta-feira (7) de técnicos da Agência Nacional de Mineração (ANM), que acompanham o caso.

A AngloGold Ashanti ressaltou em nota divulgada à imprensa que a decisão segue o Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM): “Neste nível, não é necessário o acionamento de sirenes ou a evacuação da zona de autossalvamento, pois não há risco iminente de rompimento. Salientamos que as autoridades competentes estão sendo envolvidas”.

Segundo a empresa, após inspeção de rotina, a equipe técnica identificou uma trinca, de centímetros de largura, na barragem, “o que é comum em uma estrutura que passa por obras de reforço”.

“A mudança para nível 1 é preventiva e seguirá até a apresentação dos estudos e análises da auditoria externa especializada confirmando a segurança e estabilidade da barragem à ANM. Ressaltamos que a barragem CDS II conta com todas as licenças legais, além da declaração de condição de estabilidade emitida por auditoria externa em setembro de 2022”, explicou a empresa.

No início da noite, a AngloGold Ashanti informou que recebeu o laudo de empresa externa especializada “atestando que o fator de segurança da barragem CDS II se encontra em nível acima do recomendado, o que comprova a segurança e estabilidade da estrutura. O fator de segurança atual é de 1.82, ou seja, superior ao mínimo exigido pela legislação, que é de 1.50”.

A declaração e outras informações sobre a barragem podem ser consultados no site da empresa: www.anglogoldashanti.com.br/barragens/nossas-barragens/barragem-cds-ii. Em caso de dúvidas, os moradores da região podem entrar em contato com o canal de relacionamento pelo telefone 0800 72 71 500.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.