Bares estão autorizados a funcionar no feriado de Carnaval em Petrópolis

Estabelecimentos deverão continuar seguindo rigorosamente medidas contra a covid-19 e fechar até meia-noite

Os bares do Centro e distritos de Petrópolis foram autorizados a funcionar durante o feriado de Carnaval desde que continuem seguindo rigorosamente as medidas contra a covid-19. Tais medidas já vem sendo adotadas desde que o município autorizou a reabertura com o decreto de flexibilização no ano passado. Os estabelecimentos também deverão fechar até meia-noite e o funcionamento é restrito a 30% da capacidade do local, que também é responsável por garantir o distanciamento entre as mesas e disponibilizar álcool em gel para os frequentadores.

O município também autoriza que os bares tenham música ao vivo, porém não podem ter pista de dança para não gerar aglomeração. Na manhã desta quinta-feira (11) todos esses cuidados foram reforçados durante uma reunião com o Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis, empresários e representantes da Secretaria de Segurança e Ordem Pública e Planejamento e Estratégia.

Segundo Germano Valente, presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis, o funcionamento dos bares nesse período é importante uma vez que o setor foi um dos mais impactados pela pandemia do novo coronavírus. Ele diz que é importante que a população seja consciente e tome os cuidados necessários, mas acredita que manter os bares abertos com as medidas de segurança é fundamental para recuperação da economia e até mesmo possibilidade de geração de novos empregos a médio prazo.

“Sabemos que ainda não é o momento de comemorar e, por este motivo, todas as questões de segurança sanitária continuarão sendo observadas rigorosamente pelos estabelecimentos”, afirma Germano. Ele ressalta ainda a importância de manter os bares em funcionamento e lembra um estudo feito nos Estados Unidos no ano passado que mostra que a contaminação por covid-19 em bares e restaurantes equivale a menos de 1,5% do total. Já as “sociais” em casas e viagens com amigos correspondem a 75% por serem ambientes que, na maioria das vezes, não respeitam regras de distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel.

Augusto Pellegrini Nicodemus é empresário e afirma que poder manter o bar aberto nesse período é essencial para o setor que vem fragilizado pelos impactos da pandemia. Ele disse que, atualmente, está com apenas 60% do faturamento e já teve que dispensar 40% do quadro de funcionários desde que a pandemia começou. “Acredito que esta foi uma decisão acertada do município de manter os bares abertos durante o carnaval. Já fomos muito impactados e a economia ainda caminha devagar. Estamos otimistas com relação à vacina, mas ainda temos que ter cautela porque não sabemos como vão ser os próximos meses”, afirma.

Fábio Júnior, chefe de gabinete do município, afirma que o objetivo do governo interino não é multar e tampouco onerar ainda mais o empresário. “Buscamos a preservação da vida e da própria economia”, disse.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também