Foto: Divulgação / CBMERJ

Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros RJ realiza concerto aberto ao público neste domingo (05)

Apresentação acontece no Aterro do Flamengo, a partir das 17h, e marca os 125 anos do grupo musical
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Patrimônio do Estado do Rio de Janeiro, a Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) presenteia a população, neste domingo (05), com uma apresentação pública, a céu aberto, em um dos cartões postais do Rio: o Aterro do Flamengo.

O concerto é o primeiro de uma série e marca as comemorações pelos 125 anos do grupo musical, criado em 1896. A exibição acontece em frente ao Monumento a Estácio de Sá, de 17h às 18h.

– O Corpo de Bombeiros do Rio convida a todos para este grande espetáculo. Nossa Banda Sinfônica é uma das mais tradicionais do país – afirmou o coronel Leandro Monteiro, comandante-geral do CBMERJ e secretário de Estado de Defesa Civil.

História

A Banda Sinfônica do CBMERJ realizou a sua primeira apresentação em 15 de novembro de 1896, no quartel do Humaitá. Em 2012,  foi transformada em grupamento, por meio do Decreto nº 43.612, de 23 de maio. O maestro Anacleto Augusto de Medeiros foi o primeiro a conduzir a banda. Foi o primeiro grupo instrumental do Brasil a gravar discos, quando da instalação da Casa Edson, na Rua do Ouvidor, no Centro do Rio.

Os músicos estão presentes em cerimônias militares, visitas oficiais de autoridades e eventos diversos em todo território fluminense. O grupo contribui para o desenvolvimento artístico e musical do nosso Estado, levando canções de artistas de todos os tempos e países para o público. O repertório é variado e tem inspiração em músicos populares e eruditos, tradicionais e contemporâneos. Em janeiro, a expectativa é que a banda ganhe status de orquestra. 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.