Banco de Sangue Santa Teresa promove Campanha Sangue Forte

Ação acontece até 30 de setembro e conta com a parceria de mais de 20 academias de Petrópolis
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Hoje, mais do que nunca, “dar uma força” significa salvar vidas. Com esse intuito, o Banco de Sangue Santa Teresa realiza a Campanha Sangue Forte, contando com a parceria de mais de 20 academias de ginástica de Petrópolis (RJ).
A ação deste ano acontece até 30 setembro e pretende mobilizar o maior número de alunos, funcionários e parceiros de academias nesta corrente do bem para salvar vidas.

O tema desta 4ª edição destaca a importância de praticar um gesto solidário, como a doação de sangue: “A minha força vem de dentro. Doe Sangue”.

“A luta por salvar cada pessoa que precisa de transfusão sanguínea é gigante, assim como são os praticantes de esportes, que estão em busca constante pela qualidade de vida e bem-estar. Neste momento em que os estoques sanguíneos estão em estado crítico, precisamos da colaboração de esportistas e amantes de treinos para que pratiquem o amor ao próximo”, diz Vinicius Pereira, líder de captação do Banco de Sangue Santa Teresa.

Atualmente, a unidade está com déficit de 30% nos estoques e todos os tipos sanguíneos são necessários.

Ao longo da campanha, os doadores serão contemplados com uma camiseta personalizada alusiva ao tema. Ao final da ação, a academia com mais doações será premiada pelo Banco de Sangue com o troféu de campeã da Gincana Solidária.
A unidade também disponibiliza transporte gratuito aos doadores. São oferecidos táxis a partir de três pessoas e vans para grupos entre 10 e 15 pessoas. Para solicitar o veículo, o doador deve entrar em contato pelo tel.: (24) 98857-8769.

O Banco de Sangue Santa Teresa ampliou seu horário de atendimento, passando a funcionar diariamente, das 7h às 18h, inclusive aos domingos e feriados, na Rua Doutor Paulo Hervê, 1130, no bairro Bingen, ao lado do Banco Bradesco.
A instituição segue rigorosamente todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 e por isso conquistou o selo Covid Free de Excelência, concedido pelo IBES – Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde, em reconhecimento por manter as melhores práticas de prevenção e enfrentamento da pandemia de coronavírus.

Requisitos básicos para doação de sangue:
• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;
• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
• Não é permitido realizar doação acompanhado de menores de 12 anos (exceto se o menor estiver acompanhado de dois adultos, sendo necessário o revezamento dos mesmos enquanto acontece a doação);
• Estar em boas condições de saúde;
• Pesar no mínimo 50 kg;
• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;
• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
• Não ter diabetes em uso de insulina;
• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
• Não ter tido Doença de Chagas ou Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST);
• Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 7 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;
• Aguardar 48h para doar caso tenha tomado a vacina da gripe, desde que não esteja com nenhum sintoma;
Consulte nossa equipe em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.

Critérios específicos para o Coronavírus:
• Se teve contato com paciente positivo ou com suspeita de COVID-19, aguardar 14 dias;
• Se contraiu COVID-19, aguardar 30 dias;
• Aguardar 48h caso tenha tomado a vacina Coronavac/Sinovac e 7 dias caso tenha tomado a AstraZeneca, Pfizer ou Janssen;
• Candidatos que viajaram para o exterior devem entrar em contato com o Banco de Sangue para entender o período que não pode doar (varia de país a país).

Fonte: Divulgação

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.