Mais de 100 crianças do Bairro Castrioto serão atendidas em um Centro de Educação Infantil, espaço desapropriado pela prefeitura e visitado nesta quarta-feira (04.04) pelo prefeito Bernardo Rossi, que conversou com moradores sobre o funcionamento da creche e os planos da administração para uma área de lazer na comunidade. O CEI vai funcionar na Servidão Newton Waldemar Henrichs,. O local será adaptado e a ideia da prefeitura é de que no terreno, com mil metros quadrados também seja construída uma área de lazer para a comunidade.

O investimento para a instalação do CEI é de R$ 350 mil. O prefeito Bernardo Rossi visitou o imóvel nessa quarta-feira (04.04) acompanhado pelos secretários de Obras, Ronaldo Medeiros, de Administração, Marcus Von Seehausen e da secretária interina de Educação, Samea Ázara. Também esteve presente o vereador Reinaldo Meirelles.

“Essa é uma reivindicação antiga da comunidade. Esse processo de desapropriação estava parado no arquivo morto da prefeitura e foi resgatado, uma indicação do vereador Meirelles. Nosso objetivo é adaptar o imóvel para que o atendimento comece o mais rápido possível”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

“Agora, junto com a Secretaria de Obras, vamos formular o projeto de adaptação para que o lugar possa atender confortavelmente as crianças. Será o primeiro CEI do Bairro Castrioto e acreditamos que esse CEI vai atender a demanda de vagas reprimidas na comunidade e das regiões vizinhas”, contou a secretária interina de Educação, Samea Ázara.

Dalva Garcia mora na comunidade há 67 anos e ficou emocionada com a noticia. “Temos muitas mães que precisam trabalhar e o Centro de Educação Infantil vai ajudá-las a voltar para o mercado de trabalho. Somos uma comunidade batalhadora e merecíamos esse presente. Ganhamos todos. Vamos acompanhar as obras e festejaremos muito quando o CEI começar a funcionar”, disse.

Bárbara Statzner é mãe do Enzo, de um ano e nove meses. Após o nascimento da criança, Bárbara deixou o emprego porque não tinha com quem deixá-lo. “Quero e preciso voltar ao mercado de trabalho, mas, só posso voltar a procurar um emprego quando eu tiver a certeza que o meu estará em um local seguro, com toda a assistência necessária. Não tenho como pagar uma creche particular por isso, minha alegria é enorme. Muito feliz pelo bairro e pelas mães que poderão contar com um atendimento digno para os filhos”.

Vantuil Alves da Silva, proprietário do imóvel que foi desapropriado pela prefeitura, agradeceu, emocionado, a atenção do prefeito. “Eu poderia ter vendido essa propriedade há muito tempo, mas, respeitei a vontade da comunidade porque eu sei que as mães precisam de um Centro de Educação Infantil para deixar os seus filhos. Deus nos ajudou muito. Só tenho a agradecer ao prefeito por estar realizando o sonho de todos nós”.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Crédito da foto: Divulgação / Ascom PMP