Audiência Pública cobra contratação de agentes comunitários de saúde e de endemias

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Audiência Pública sobre o processo seletivo dos agentes comunitários de saúde e de endemias reuniu cerca de 100 pessoas, na noite de terça-feira, na Câmara Municipal. No encontro, convocado pelo vereador professor Leandro Azevedo, a Secretaria de Saúde alegou que uma decisão judicial suspendendo o chamamento dos aprovados esta impedindo as contratações. O órgão teria recebido a notificação apenas no mês de agosto.

Além do assessor jurídico da Secretaria de Saúde, Luiz David Assumpção, participaram do encontro os vereadores Reinaldo Meirelles e Luizinho Sorriso, assim como representantes da Associação Petropolitana dos Agentes Comunitários de Saúde – Apacs.

Agora, a intenção é tentar uma reunião com os desembargadores no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, para mostrar as necessidades da cidade e conseguir que revejam a decisão. Para isso, será formada uma comissão, liderada por Leandro Azevedo e integrada por concursados não convocados e representantes do Governo Municipal.

“A ideia é tentar a modalidade de “amicus curiae”, com o objetivo de mostrar aos juízes a importância dessas contratações, tanto para os concursados quanto para a própria população, pois muitos bairros da cidade estão descobertos dos serviços”

O processo seletivo aconteceu em março do ano passado para a contratação de 74 novos agentes comunitários de saúde e 10 agentes de endemias, ou seja, um total de 84 contratações. Destes, apenas dez foram chamados no último mês de agosto e já estão trabalhando. O concurso tem validade de dois anos, prorrogável por igual período.

“Já está comprovado que o trabalho de prevenção é mais barato do que o tratamento e a população precisa ser assistida. Existe um déficit de profissionais e essa situação ainda é agravada porque muitos agentes de saúde tiveram suas funções desviadas e trabalham, inclusive, como recepcionistas nos respectivos postos”, frisa Azevedo.

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.