Créditos: SHAH MARAI/AFP

Atletas femininas de vôlei do Afeganistão revelam morte de jogadora pelo Talibã e tentativa de fuga

Em entrevista, a técnica da equipe afirmou que pelo menos 30 atletas estão escondidas, tentando achar formas de deixar o país.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Jogadores da seleção de vôlei do Afeganistão, estão tentando fugir do país por medo do regime do Talibã. Em entrevista dada à “BBC”, Zahra Fayazi, técnica e ex-jogadora afegã, afirmou que pelo menos 30 atletas estão escondidas, tentando achar formas de deixar o país. Ela também disse que uma delas foi morta.

A treinadora conseguiu escapar e chegar até Londres, no mês passado. Desde então, ela vem mantendo contato com o elenco e tem tentado ajudá-las a escapar. Em mais uma entrevista dada pelo jornal, uma outra ex-jogadora, que preferiu usar o pseudônimo “Sophia”, disse ter fugido do Afeganistão para um país vizinho, após ser esfaqueada por dois homens.

Zahra e Sophia têm tentado buscar contato com o Comitê Olímpico Internacional e com a Federação Internacional de Vôlei, para conseguir ajuda as atletas que precisam ser salvas. O COI disse não comentar casos individuais, mas afirma estar ajudando. Já a Federação afirmou que se sensibiliza, mas também evitou dar mais detalhes sobre a atuação no caso.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.