Assessor na Controladoria Geral do Município de Petrópolis é exonerado do cargo PF cumpriu, na manhã desta quarta-feira (5), dois mandatos de busca, um deles contra um empresário e o assessor

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Prefeitura de Petrópolis. por meio de nota, informa que Deni França Moura está sendo exonerado do cargo de Assessor na Controladoria Geral do Município.

Segundo a coordenadoria de comunicação da prefeitura, a investigação realizada pela Polícia Federal (PF), na Operação Lava Jato, está ligada ao período em que trabalhou como contador de uma empresa que prestava serviços para a Petrobrás.

“Deni França Moura está sendo exonerado do cargo de assessor na Controladoria Geral do município. A investigação contra ele é ligada ao período, há 7 anos, em que trabalhou, como contador, em uma empresa que prestava serviços à Petrobras”, diz a nota enviada pela Prefeitura.

A PF cumpriu, na manhã desta quarta-feira (5), dois mandatos de busca, um deles contra o empresário e assessor especial de administração financeira da Controladoria Geral da prefeitura de Petrópolis, Deni França Moura. A PF esteve na casa dele que fica na Vila São Judas Tadeu, no Mosela. O outro mandato foi contra o empresário Paulo César Pereira Berkowitz, preso preventivamente em um condomínio localizado na Rua Dr. Nelson de Sá Earp, no Centro.

A Operação “Sem Limites” investiga o pagamento de pelo menos US$ 31 milhões em propinas para funcionários da Petrobrás entre os anos de 2009 e 2014. Empresas do mercado de petróleo e de derivados são investigadas e podem estar envolvidas.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.