As principais notícias que deram o que falar

Duas agências do Itaú serão fechadas

Uma audiência pública na última terça feira debateu o fechamento das duas agências bancárias na cidade. Com a autoria do presidente da Câmara Roni Medeiros o encontro reuniu o Sindicado dos Bancários de Petrópolis, Vereador Justino RX, o diretor do Procon, Bernardo Sabrá além de profissionais da área e moradores interessados. Todos que estavam presente lastimaram o fechamento das agências bancárias, uma que se localiza na rua Marechal Deodoro que encerrará suas atividades nos próximos dias, e a outra fica no bairro do Itamarati que no dia 10 de Junho fechará suas portas. Roni Medeiros disse que ‘’O fechamento da agência do Itamarati vai ter um impacto bastante negativo para a mobilidade urbana, tendo em vista que todos os clientes do banco terão que se deslocar até o centro da cidade’’.

Urgências pediátricas são denunciadas por superlotação

A Defensoria Pública denunciou a superlotação em urgências pediátricas nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), e cobrou a Prefeituras de Petrópolis a contratação de leitos particulares no prazo máximo de dez dias. Segundo a defensora Andréia Carius ‘’o município não pode dizer que foi surpreendido pela superlotação, uma vez que o cenário vem se repetindo ao longo de anos’’. O índice fica maior principalmente entre o outono e o inverno, quando há maiores índices de infecções respiratórias.

Hotéis e pousadas são fiscalizadas pelo Procon para evitar abusos na Bauernfest

O Procon Petrópolis fiscalizou hotéis e pousadas da cidade pra garantir que não haja cobranças abusivas durante os quinze dias da Bauernfest, já que é uma das épocas do ano que a cidade recebe o maior número de turistas. Os fiscais ainda informaram que os mais de 30 meios de hospedagens foram notificados para que informem suas tabelas de preços nos meses de março, abril e maio. Segundo a Turispetro, no ano passado a ocupação de hotéis e pousadas ultrapassou os 90%.

FIRJAN diz que o nível produtivo das indústrias da cidade voltou a cair

Petrópolis registrou queda de atividade nas indústrias no mês de março deste ano, muito diferente dos resultados positivos no mesmo mês do ano passado. Empresários não estão muito felizes em relação à situação financeira da cidade. A expectativa dos donos das indústrias são as vendas para o exterior, eles esperam que a demanda seja maior para os compradores internacionais, no prazo médio de seis meses. Petrópolis é a única cidade do estado do Rio de Janeiro que ainda acredita em novos investimentos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment