Visitantes e petropolitanos poderão prestigiar o trabalho dos artesãos da Economia Solidária na Praça Visconde de Mauá durante a Serra Serata. Até domingo (1°/10), ficarão no local barracas com vendas de alimentos e artesanato. O funcionamento começa por volta das 10h e vai até o fim da tarde. Nas barracas estão sendo vendidas almofadas, jogos educativos, peças de tricô e crochê, panos de pratos, peças feitas com pedras brasileiras, mandalas e bolsas.

“Essa é uma iniciativa que colabora com a intenção do Departamento de Trabalho e Renda de gerar renda para esse público específico. O espaço contempla os artesãos da economia solidária e as pessoas atuantes no comércio de rua. Esperamos que o público visitante do Serra Serata prestigie o artesanato local”, disse o diretor do Detra, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Gil Magno.

Em uma das barracas, há casas de bonecas, casinhas de passarinho feitas com cabaça, porta chaves, bancos infantis e espelho em moldura de madeira. Os trabalhos são da artesã Sinara Marques. “Faço esse tipo de trabalho há dez anos. As crianças gostam muito das casas e eu amo meu trabalho. É bom poder mostrar as peças para os turistas. Estamos torcendo para que o movimento seja proveitoso para todos nós”, afirma.

Chinelos feitos a partir de retalhos de tapete de vinil são outro destaque da feira. O material sustentável é antiderrapante. “São feitos a partir de um material que iria para o lixo. É macio, antiderrapante e ficam muito bonitos”, explica a artesã Carol Nicodemos.