Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Artes Visuais além das galerias será o tema do IMC nas Redes na quarta-feira (7)

A mediadora da roda de conversa será Ana Castro, produtora cultural e funcionária do Instituto Municipal de Cultura (IMC).
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O “IMC nas Redes – Conversas Culturais” da próxima quarta-feira (07/07) terá como tema as Artes Visuais além das galerias. E encontro virtual será transmitida nas redes sociais da prefeitura (Facebook e Youtube), às 19h, com a participação de Rodrigo Santana, Rafael Campinho, Pedro Valera, Helena Cunha e Gaya Lamin. A mediadora da roda de conversa será Ana Castro, produtora cultural e funcionária do Instituto Municipal de Cultura (IMC).

“Uma das melhores formas de democratizar a arte é através da criação de espaços para novas ideias surgirem. Os últimos anos vem mostrando o quão importante é consumir cultura para o enriquecimento social. Trazer esse debate às redes da Prefeitura é abrir vias para a integração entre sociedade e um universo antes desconhecido para tantos”, disse Ana Castro.

Conhecido como um dos pioneiros no grafite em Petrópolis, Rodrigo Santana, chamado de CB, é graduado em Tecnologia da Informação, mas atualmente se dedica e trabalha exclusivamente com arte e ilustração. Natural de São Gabriel da Palha, no Espírito Santo, mora no município desde 1997. Já participou de eventos de grafite em várias partes do Brasil e também exposições internacionais na França e Espanha, além de ter trabalhos expostos em outros cinco países. Ilustrou mais de 30 livros infantis e também as capas de outros 25 livros.

Rafael Campinho é designer gráfico há mais de 11 anos. É co-criador do coletivo artístico AVANDA onde realiza, desde 2018, design gráfico e web, além de ter trabalhado em agências de publicidade e criação no Rio de Janeiro. Já Helena Cunha é ilustradora e quadrinista. Formada em cinema, descobriu lá pelo meio do curso que gostava mais de desenhar os storyboards do que da agitação dos sets de filmagem.

Gaya Lamin é graduada em Arquitetura pela UCP em 2017. Co-fundadora do coletivo petropolitano AVANDA onde atua na administração, cenografia, audiovisual e social media. Diretora de artes e cenógrafa de moda, curtas e clipes com destaque na videoinstalação ZONA DE DESCONFORTO e os clipes ME ACOSTUMEI e ZONA DE DESCONFORTO no Sesc Natal 2019 e Sesc Quitandinha 2019.

Pedro Varela é artista visual, com trabalho desenvolvido nas coleções: Coleção SESC (São Paulo-SP); Gilberto Chateaubriand/Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-RJ); Montblanc México (Cidade do México); Sprint Nextel Art Collection, Overland Park; Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro (MAR-RJ). Entre suas principais exposições destacam-se: “Autofágico”, Zipper Galeria, São Paulo, 2019; “Trail with no end in sight”, Galeria Enrique Guerrero, Cidade do México, 2019; “Tender Constructions”, (Com Carolina Ponte), Cité Internationale des Arts, Gallery 4 and 5. Paris, França; entre outras.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.