O futebol argentino vive um pesadelo iniciado após o jogo de hoje, quando os campeões de 1978 e 1986 foram derrotados pelos ex-iugoslavos por 3 a 0 com gols de Modric, Raktik e Rebic, que fizeram uma excelente partida na parte defensiva e parou o forte ataque argentino liderado por Messi.

Equilíbrio foi a palavra para definir o primeiro tempo, onde os dois times tiveram poucas oportunidades e exerceram uma movimentação interessante, outro destaque foram algumas jogadas mais ríspidas que geraram pequenos tumultos pela falta de pulso da arbitragem que tentou levar os dois times na conversa.

A necessidade de vencer para se recuperar do empate pelo lado da Argentina e de classificação antecipada pelo lado croata, tornou o segundo tempo um jogo mais aberto e com mais qualidade pois os jogadores ofensivos começaram a aparecer para tentar resolver o jogo.

Uma falha cometida pelo contestado goleiro Caballero mudou a história do jogo, ao tentar sair jogando ele errou o passe e Rebic aproveitou para marcar em favor da Croácia, o golpe foi sentido pelos sul-americanos que saíram ao ataque e não conseguiam furar o bloqueio montado pelo adversário.

Dois craques croatas deixaram a sua marca, Modric marcando um belo gol e nos acréscimos foi a vez de Raktik anotar o gol que fechou o contador e classificou a Croácia por antecipação a fase oitavas de final do mundial deste ano, jogando a calculadora na mão da Argentina que não depende mais de si para obter a vaga e seguir na luta pelo tri.

Amanhã, ás 15 horas Jogam pelo grupo D, Islândia e Nigéria, em caso de vitória islandesa a situação dos argentinos fica muito difícil, pois os europeus chegariam a quatro pontos, o máximo que os hermanos podem alcançar e o saldo de gols dará uma vantagem mais confortável aos debutantes desta Copa em relação aos bicampeões, que precisarão vencer a Nigéria para seguirem com chances de classificação na última rodada.

(imagem FIFA)