França e Dinamarca fizeram um jogo em que os campeões de 1998, já classificados pouparam alguns jogadores, a Dinamarca precisava apenas de um empate para avançar a próxima fase, desde que o Peru vencesse a Austrália que era a única seleção que ameaçava a vaga dinamarquesa, num jogo de compadres os líderes do grupo empataram sem gols e o Peru despediu-se da Copa com uma vitória de 2 a 0, com gols de Carillo e Paolo Guerrero.

Pelo grupo D, já classificada a seleção da Croácia resolveu poupar alguns de seus principais nomes visando a próxima fase, enfrentando a Islândia que necessitava de vitória para avançar as oitavas de final, desde que a Nigéria não vencesse a seleção Argentina, só que com gols de Perisic e Badeij e Sigurodsson descontando de pênalti, os croatas venceram o jogo, eliminaram a Islândia e seguem com 100% de aproveitamento.

Agora o jogo mais aguardado desta dia e de toda a primeira fase, após decepcionar nos dois primeiros jogos empatando com a Islândia e sendo goleada pela Croácia, a Argentina entrava em campo precisando vencer a Nigéria e torcer para que os islandeses não vencessem a Croácia.

Os campeões de 1978 e 1986 começaram o jogo com todo o gás e de forma muito mais organizada do que em outros jogos, desta forma se saíram melhor do que os nigerianos e abriram o placar com Lionel Messi, que marcou seu primeiro gol no mundial e vinha sendo um dos mais criticados pelas más atuações de sua seleção.

A etapa final foi simplesmente épica, no começo do jogo Mascherano faz pênalti que precisou do auxílio do VAR para ser marcado, a infração dentro da área foi confirmada e Moses bateu e converteu em gol para a Nigéria, que com aquele resultado estava classificada, até que no final da partida, um pouco antes dos acréscimos o zagueiro Marcos Rojo marcou o gol salvador para os hermanos, que agora enfrentarão a França e a Croácia pega a Dinamarca.

(imagem FIFA)