O secretário da Receita Federal, auditor-fiscal Jorge Rachid, apresentou nesta sexta-feira (26) os resultados da Instituição na área aduaneira em 2017. No período foram apreendidos R$ 2,3 bilhões em mercadorias nas ações de combate ao contrabando, ao descaminho e à pirataria, resultado 9,46% maior que o alcançado em 2016, quando as apreensões somaram R$ 2,1 bilhões. As apreensões de cigarros cresceram 11,16%. As de drogas, 122,4%, conforme dados das tabelas abaixo:

  2016 2017 Variação
Mercadorias R$ 2.102.350.352,61 R$ 2.301.135.539,43 +9,46%
Cigarros 199.668.027 maços 221.955.401 maços +11,16%
Drogas 20,5 ton 45,7 ton +122,40%

 

Descrição Unidade de Medida 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 prévia
Maconha kg 2.660,00 3.480,00 6.640,00 8.230,00 7.600,00 2.460,00 5.160,35 28.057,24
Cocaína kg 1.773,00 856,35 793,1 2.183,00 957,8 2.508,00 15.207,05 17.114,95
Crack kg 125 66,1 315 81 44,33 27,7 21,8 466,85
Sintéticas kg 102,6 72,3 39,6 33 102,6 131,7 184,95 114,2
Total 4.660,60 4.474,75 7.787,70 10.527,00 8.704,73 5.127,40 20.574,15 45.753,24

Os números foram anunciados durante a cerimônia de celebração do Dia Internacional das Aduanas, realizada em Brasília. O secretário destacou que “esses resultados foram produzidos a partir de muita competência e esforço dos profissionais da Receita Federal, que alcançou bons resultados mesmo sem aumento do quadro de pessoal”.

 

Maior agilidade no comércio Exterior

Rachid mostrou também a evolução dos indicadores de agilidade e fluidez na atuação da Receita Federal nas operações de comércio exterior. Em 2017, na importação, o Grau de Fluidez, indicador que considera o percentual de declarações de importação desembaraçadas em menos de 24h alcançou 92,97%. Na exportação, considerando declarações desembaraçadas em menos de 4h, o indicador alcançou 96,74%, conforme dados apresentados nas tabelas abaixo:

Grau de fluidez na importação 2015 Grau de fluidez na importação 2016 Grau de fluidez na importação 2017 Variação 2017X2016 Variação 2017X2015
85,08% 86,02% 92,97% +8,08% +9,27%

 

Grau de fluidez na exportação 2015 Grau de fluidez na exportação 2016 Grau de fluidez na exportação 2017 Variação 2016X2017 Variação 2015X2017
95,26% 95,30% 96,74% +1,51% +1,55%

 

  2016 2017 Variação
Mercadorias R$ 2.102.350.352,61 R$ 2.301.135.539,43 +9,46%
Cigarros 199.668.027 maços 221.955.401 maços +11,16%
Drogas 20,5 ton 45,7 ton +122,40%

 

Segundo Rachid, “a constante evolução na facilitação contribui para o fortalecimento do comércio exterior e para a melhoria do ambiente de negócio no País”.

Fonte: Receita Federal